A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/05/2009 06:51

Mãe acusa agentes de presídio de torturarem interno

Redação

Aurora Aquino, de 53 anos, acusa agente penitenciários da PHAC (Penitenciária Harry Amorim Costa) em Dourados, município distante 230 quilômetros de Campo Grande, de torturarem seu filho, que cumpre pena no estabelecimento. Na última segunda (4), ela protocolou junto à OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) pedido de averiguação sobre o caso.

O filho de Aurora, Kelvis Atilas Aquino, de 22 anos, está preso desde o dia 18 de março do ano passado por furto. Sua pena é de três anos de reclusão. De acordo com a mulher, a tortura feita pelos agentes foi descoberta no último final de semana, quando ela foi visitar o rapaz na cadeia.

Ela afirma que o filho possuía vários hematomas pelo corpo. Depois dela muito insistir, ele teria contado o motivo das marcas. De acordo com Kelvis, no dia 26 de abril dois agentes o retiraram de sua cela e agrediram com socos, pontapés e com cassetetes.

Diante da versão do filho, a mulher procurou a OAB para protocolar uma denúncia formal. "Vou lutar para que ele possa cumprir sua pena de forma digna", disse em entrevista ao jornal Diário MS.

No Presídio, a agressão não foi confirmada. A direção do estabelecimento penal informou, ainda, que no dia em que o interno alega ter sido agredido, o que ocorreu foi que ele estava muito agitado e os agentes precisaram fazer uso de força física para contê-lo, e para que ele tomasse os medicamentos de que necessita.

O interno será submetido a exame de corpo de delito e, se ficar comprovada a agressão, o caso deverá ser encaminhado ao Ministério Público, garante a mãe do rapaz. (Com informações do site Dourados News)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions