A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/03/2009 14:25

Mãe de Dudu sofre ameaças de família de menor apreendido

Redação

Depois de sofrer com o desaparecimento do filho, Luiz Eduardo Gonçalves (11), o Dudu, Eliane Martins, diz que passou a ser ameaçada por vizinhos. As ameaças vieram da parte da família de um dos adolescentes apreendidos pela Polícia, que teriam apontado o local da ossada que pode ser de Dudu.

"A irmã de um dos garotos apreendidos me ligou e disse que era para eu parar de acusar o irmão dela, porque eu não sabia com quem estava me metendo", conta Eliane, lembrando que chegou a ser ofendida durante as ligações.

"Estão achando que foi a gente que denunciou eles por algum envolvimento no desaparecimento do Dudu, mas não tem nada disso. Só na semana passada ficamos sabendo que eles sabiam alguma coisa sobre o Dudu. E, além disso, não sabemos se eles viram ou se fizeram alguma coisa", afirma.

No último dia 15, a Deaij (Delegacia Especializada no Atendimento à Infância e Juventude) encontrou uma ossada em uma chácara na avenida Guaicurus, e o IML providencia laudo sobre o material recolhido. Os policiais chegaram ao local após a denúncia de dois menores que foram apreendidos por assaltarem ônibus na região do Jardim das Hortênsias, diz a mãe.

"Temos de esperar a Polícia investigar o caso. Tudo o que sabemos é o que as pessoas falam no bairro, mas nisso não dá para acreditar", disse, ressaltando que tem procurado evitar dar ouvido a comentários. "Tudo isso é muito cansativo para nós", desabafa.

Ela já disse várias vezes que acredita na culpa do ex-namorado, que também teria feito ameaças diretamente à ela poucos dias antes de Dudu desaparecer. "Ele disse que ia se vinga onde mais ia doer, caso eu não voltasse para ele".

Segundo ela, moradores do bairro especulam que os dois menores apreendidos estariam envolvidos no desaparecimento de Dudu. Até magia negra foi levantada como motivo para o crime.

Eliane disse que não formalizou nenhum boletim de ocorrência na Polícia, mas que comunicou as ameaças à delegada Maria de Lourdes Cano, da Deaij. "Depois disso, eles pararam com os telefonemas", relata.

O Caso - Dudu desapareceu no dia 22 de dezembro de 2007. A última vez que ele foi visto estava em companhia do ex-padrasto, José Aparecido Bispo da Silva, de quem a mãe havia se separado há dois anos.

Eliane diz que tem certeza que o filho morreu. "Tenho acompanhado os jornais desde o desaparecimento, e nenhuma outra criança está sumida. Então, a ossada só pode ser do Dudu", conclui a mãe desconsolada.

A Polícia só vai se manifestar sobre a caso no dia 26, quinta-feira, data limite para a divulgação do laudo sobre os restos mortais descobertos.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions