A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

18/02/2010 15:30

Mãe de militar arrastado diz que sentença não foi justa

Redação

A artesã Silvana Sales, mãe do cabo do Exército Leonardo Sales da Silva, morto após ser arrastado por 15 quilômetros, lamentou a condenação do peão Fagner Gonçalves, 27 anos, a 17 anos de reclusão. Ela esperava a pena máxima para o crime de homicídio doloso, que é de 30 anos.

"Não foi justa, mas foi um alívio", afirmou Silvana, que ficou frente a frente com o acusado de matar seu filho pela primeira vez, desde o crime, ocorrido em 6 de junho de 2008.

"Não foi o que eu esperava, mas está bom", afirmou, contando que durante o julgamento chegou a temer por uma pena ainda mais leve para o peão.

Sentença

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions