A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

11/09/2014 15:16

Mãe de quadrigêmeas recebe alta, mas filhas continuam internadas

Lidiane Kober

Uma semana após ser internada às pressas, Denir Campus, de 37 anos, deixou a Maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande, na manhã desta quinta-feira (11). Ela precisou ser hospitalizada após passar mal e ser diagnosticado quadro de anemia. No dia 29 de agosto, Denir deu à luz a quadrigêmeas, que continuam internadas para ganhar peso.

Segundo a psicóloga da maternidade, Jackeline Medeiros, que acompanha o caso, a mãe das meninas fez transfusão de sangue e passou por tratamento com antibióticos. “Hoje, ela foi para casa, em Anastácio, e passará o final de semana com a outras filhas”, contou.

Na segunda-feira (15), Denir deve voltar a Campo Grande para acompanhar a evolução da bebês. “Vamos iniciar outro tratamento para incentivar a amamentação”, destacou Jackeline. Por enquanto, as quadrigêmeas recebem, de três em três horas, leite materno do banco de sangue da instituição de saúde.

As bebês, conforme a psicóloga, estão respirando sem auxílio e equipamentos, mas seguem na incubadora aquecida para manter a temperatura e ganhar peso. “Até agora, não houve nenhum tipo de intercorrência”, ressaltou. As crianças nasceram pesando entre 0,890 a 1,725 quilo. “Para deixar a maternidade precisam pesar pelo menos 2 quilos”, disse Jackeline.

O processo deve durar mais de um mês. “Assim que nascem, é normal as crianças perder peso e, somente depois de 15 dias, começam a engordar”, explicou a psicóloga.

Além das quadrigêmeas, Denir é mãe de outros sete filhos. Do primeiro casamento, teve três homens, todos estão casados. Com seu novo marido, teve quatro meninas, de 12, 10, 7 e 4 anos. A família mora em um barraco de duas peças, em assentamento de Anastácio. A prefeitura prometeu doar uma casa a eles.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions