A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/12/2008 21:43

Mãe denuncia maus tratos sofridos pelo filho no presídio

Redação

Refém libertada durante a rebelião, Elizabeth (sobrenome não divulgado), 42 anos, estava no local na hora da fúria e só saiu do prédio por volta das 21 horas.

Ela mora no bairro Santo Amaro e foi visitar o filho preso no local. Acabou refém, entre o grupo que se rebelou contra a presença do PCC na unidade. Como passou mal durante o motim, foi encaminhada ao Pronto Socorro do bairro Tiradentes.

A confusão serviu para dar voz às famílias dos detentos. Com o filho de 24 anos na prisão, Maria Vitória dos Santos denunciou ao Campo Grande News os maus tratos sofridos pelo filho no IPCG (Instituto Penal de Campo Grande).

Com semblante triste, a mulher conta que na quinta-feira passada seu filho foi transferido da Máxima para o instituto e desde então tem passado por uma via crucis.

"Ele está num solario com três celas. Junto com ele estão cerca de 31 presos, quando deveria estar a metade", reclama.

O pavilhão 2 foi totalmente destruído e para serem reencaminhados ao interior das celas, os presos tiveram de passar por uma revista no pátio e sem roupas para que a polícia se certifique de que não possuem mais ítens perigosos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions