ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 33º

Cidades

Maioria concorda com demarcações sob o crivo do Ministério da Agricultura

O anúncio gerou polêmica e segundo avaliam lideranças indígenas, a determinação vai na verdade acabar com a devolução de terras para comunidades tradicionais no território brasileiro

Por Anahi Zurutuza | 21/01/2019 07:12

Você concorda que a demarcação de terras seja responsabilidade do Ministério da Agricultura? Foi esta a pergunta feita pelo Campo Grande News nesta semana e a resposta por “sim” para 58% dos participantes da enquete.

A transferência da responsabilidade da demarcação de terras indígenas para da Funai (Fundação Nacional do Índio) para o Ministério da Agricultura foi uma das primeiras medidas tomadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O anúncio gerou polêmica e segundo avaliam lideranças indígenas, a determinação vai na verdade acabar com a devolução de terras para comunidades tradicionais no território brasileiro.

Nesta semana, o Campo Grande News quer saber sua opinião sobre anúncio feito pela Prefeitura de Campo Grande. A ideia da gestão municipal é incluir no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) os contribuintes que estiverem em dívida com o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e outros tributos pagos ao município.

Hoje, das 415 mil inscrições imobiliárias, um terço (ou 136 mil) possuem algum débito que, somados, forma dívida de R$ 2,6 bilhões.

A prefeitura fechou contrato com a Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, que vai operar o cadastramento dos devedores. Antes de negativar o nome dos inadimplentes, a entidade fará uma atualização de telefones e endereços, para que o serviço de telemarketing da administração municipal possa procurar os contribuintes e tentar negociação.

A nova enquete já está no ar. Participe!