A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/03/2010 08:14

Manifestantes barrados pela PM chegam à Assembléia a pé

Redação

Servidores administrativos da Educação, que vieram de cidades do interior em ônibus e foram barrados nas entradas na cidade em postos policiais, acabaram chegando a pé na Assembléia Legislativa, após enfrentar uma nova barreira, desta vez na entrada do Parque dos Poderes.

Um dos ônibus foi parado na entrada de Jaraguari e os policiais fizeram revista minuciosa até encontrar um problema, o extintor vencido. O motorista do sindicato, que seguia na frente em outro carro, precisou vir à Capital para comprar outro extintor e voltou à barreira, para liberar o ônibus.

Segundo a servidora Keila Paz, até que o outro extintor fosse levado os manifestante perderam uma hora. Ao questionarem os policiais, eles foram informados que receberam ordens expressas do governo para apertar o cerco e impedir que os manifestantes chegassem à Capital. No ônibus havia 54 servidores de Sonora, Pedro Gomes e São Gabriel do Oeste.

A Fetems aponta boicote pelo Executivo. Neste momento o Plenário na Assembléia Legislativa está lotado, com mais de 500 manifestantes. Os administrativos empunham faixas com dizeres como "chega de pagar para trabalhar". Uma reivindicação é que o menor salário seja elevado dos atuais R$ 500,00 a R$ 630,00. O governo ofereceu aumento de R$ 35,00. Os servidores estão munidos de apitos, fotos do governador e faixas cobrando empenho de deputados conforme as bases eleitorais.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions