A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/09/2012 10:01

Médicos ameaçam parar atendimento a plano de saúde em outubro

Gabriel Neris

Médicos de todo o Brasil irão participar de protesto nacional contra abusos cometidos pelos planos e seguros de saúde, entre os dias 10 e 25 de outubro. Para marcar o início da mobilização, os profissionais realizarão atos públicos em todos os estados no dia 10.

Com base em decisões tomadas em assembleias locais, a categoria poderá suspender por tempo determinado as consultas e outros procedimentos eletivos por meio de guias dos convênios, sem cobrança de valores adicionais, que serão definidos como alvo pelas assembleias.

As mobilizações serão articuladas pelas Comissões Estaduais de Honorários Médicos.

O presidente da AMB (Associação Médica Brasileira), Florentino Cardoso, diz que a insatisfação de médicos e beneficiários de planos de saúde chegou ao limite. “O sistema suplementar de saúde passa por crise e nós devemos buscar juntos as melhores soluções, especialmente as que contemplam melhorias e crescimento sustentável”.

Além de reajuste nos honorários, os médicos pedem o fim da interferência antiética das operadoras na relação médico-paciente. Também reivindicam a inserção, nos contratos, de índices e periodicidade de reajustes, por meio da negociação coletiva pelas entidades médica.

A AMB afirma que os pacientes serão informados previamente da suspensão do atendimento. Casos de urgência e emergência não devem ser prejudicados.



Parte do juramento dos médicos. "Não permitirei que concepções religiosas, nacionais, raciais, partidárias ou sociais intervenham entre meu dever e meus pacientes. Manterei o mais alto respeito pela vida humana, desde sua concepção. Mesmo sob ameaça, não usarei meu conhecimento médico em princípios contrários às leis da natureza. Faço estas promessas, solene e livremente, pela minha própria honra"
 
Márcio Patrocinio em 30/09/2012 08:25:40
Caro Andersom,
Eles não querem ganhar igual a jogador, mas não é justo que alguém que estudou 7 anos no mínimo para se formar, e precisa ir à congressos todos os anos para se atualizar, ganhe menos do que um corte com um bom cabeleireiro (hoje a Unimed paga cerca de R$ 50,00/consulta).
 
Patrícia Costa em 29/09/2012 23:20:13
o engraçado, é que o plano de saude unimed de campo grande, sao os proprios medicos os donos dela. O que eles querem é que a populaçãa pague mais caro nos planos de saude. da outra vez aumentaram o valor dos planos de saude novos. estao querendo mais o que. ganhar igual jogador de futebol........
 
anderson silva em 29/09/2012 10:22:37
Sim, é como penso também, ou seja, os médicos estão preocupados com o próprio interesse e nada mais estão fazendo do que advogar em causa própria.
 
Marcelo Mendes em 29/09/2012 06:02:05
Não Anderson. Nós merecemos ganhar até mais que jogador de futebol. Estudamos no mínimo uma década em tempo integral para exercer nossa profissão salvando vidas.
 
Dr. Felipe Auwad em 29/09/2012 03:10:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions