A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

31/08/2018 14:00

Método alternativo com uso de metais atrai adeptos na luta contra o câncer

o 'Kovacsik' chegou à cidade há cerca de um ano e, estimulando a energia corporal por meio de metais, é indicado para pacientes como tratamento complementar.

Anahi Gurgel
Adeptos ao método, Odette e Otto organizam festa para celebrar o aniversário em novembro. (Foto: Arquivo Pessoal)Adeptos ao método, Odette e Otto organizam festa para celebrar o aniversário em novembro. (Foto: Arquivo Pessoal)

Bastante difundida mundialmente, mas ainda “tímida” no País, uma terapia natural vem chamando a atenção dos campo-grandenses em busca de saúde e qualidade de vida. O Método Kovacsik chegou à cidade há cerca de um ano e, estimulando a energia corporal por meio de metais, é indicado para pacientes que lutam contra câncer.

Criado há cerca de 60 anos pelo cientista Estevam Kovacsik, o método promete eliminar o agente causador da doença, dando vitalidade a organismos debilitados utilizando metais energizados. Na Capital, quem pratica, elenca resultados, positivos.

A aposentada Maria Regina Rodrigues Vieira, 63, foi diagnosticada com câncer de mama em 2016. Chegou a fazer cirurgia e tratamentos convencionais, como radioterapia, quando foi apresentada à terapia alternativa. “É um tratamento energético, que me fortalece muito, dá disposição e me proporciona auto-conhecimento”, descreve.

Ela recebe assistência desde setembro do ano passado. A aposentada conta que o método utiliza a energia com conjuntos de metais, com sessões direcionadas às mãos e ombros e também conversas com atendentes.

“São ótimas atendentes, fazem toda a diferença. Eu estava me sentindo tão bem, que esquecia de me alimentar e exames indicaram suspeitas de retorno do câncer. Mas conversando com os terapeutas do método e com médicos, descobri que foi apenas susto. Mas fiquei atenta com o tipo de energia a qual estava exposta, como de esgotos. Até isso conta. Tem que estar tudo interligado e em harmonia”, acredita.

Regina relata que são indicados isolantes de “energias ruins”, que as pessoas podem pendurar no quarto, no escritório, no local onde permanecem por mais tempo durante o dia.

Metais energizados são aplicados nas mãos e ombros dos pacientes. (Foto: Divulgação/ AEMK)Metais energizados são aplicados nas mãos e ombros dos pacientes. (Foto: Divulgação/ AEMK)
Interessados recebem orientações sobre a terapia. (Foto: Bruna Kaspary)Interessados recebem orientações sobre a terapia. (Foto: Bruna Kaspary)

“Comecei com uma sessão por semana, depois passou a ser quinzenal e, adiante, mensal. Me faz muito bem”, pontua.

O casal Odete Aparecida Vieira, 69, e Otto Thomé Delas Chevia, 82, são assistidos pela prática desde quando moravam em Balneário Camburiú (SC), há mais de oito anos.

“Meu marido teve câncer no intestino, fez cirurgia, radio e quimio e, em Santa Catarina, conhecemos o Kovacsik. Era muito grave, mas ele foi melhorando. Estava sempe bem disposto, como se nem tivesse tido problema de saúde. Isso porque tinha 76 anos”, lembra.

Como também já foi diagnosticado com câncer de pele, há mais de 10 anos, continua freqüentando as sessões. Em junho do ano passado, foi Odete quem descobriu que estava com câncer no endométrio.

“Agora, vamos nos dois. Me sinto muito bem. É um tratamento complementar. Mantemos o tradicional, claro, mas essa energia que recebemos dos metais é essencial. É gratuito e comprovado cientificamente que traz resultados", indica.

O casal? Reside em Campo Grande e está organizando, para o dia 10 de novembro, uma baita festa para celebrar os aniversários dos dois. Ela fará 70 anos, no dia 09 de novembro, e ele 83, em dezembro. “Resolvemos fazer uma só comemoração. Estamos animados”, diz.

Lançamento – Esta sexta-feira (31), é um dia importante a essas pessoas de Campo Grande que conheceram e optaram por esta alternativa de tratamento. Pela manhã, interessados receberam orientação sobre o método, na sede da Sociedade Brasileira de Eubiose, na Avenida mato Grosso, 1.595.

À noite, será lançado o livro "Uma vida pelo fim do câncer: o Método Kovacsik", que conta a vivência de Estevam Kovacsik e seu bisneto Daniel na busca por reconhecimento e popularização da terapia, será lançado às 18h30, na Livraria Le Parole.

O livro faz um registro da vida de Estevam e a esposa Maria Kovacsik entre 1950 e 1980. Narra a busca da comprovação científica e do reconhecimento de resultados alcançados pela terapia natural no combate ao câncer no Brasil, Estados Unidos, México, França e Bélgica.

A obra, de autoria do jornalista Vinícius Paiva em parceria com Daniel, tem 144 páginas com ilustrações e textos abordando temas polêmicos como a criação em 2008, comprovação científica no País, enfrentamento de processos na Justiça e até acusações de charlatanismo.

Autores do livro Vinícius Piva e Daniel Kovacsik , que será lançado hoje (31), às 18h30, em Campo Grande. (Foto: Divulgação/ AEMK)Autores do livro Vinícius Piva e Daniel Kovacsik , que será lançado hoje (31), às 18h30, em Campo Grande. (Foto: Divulgação/ AEMK)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions