ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

Ministério alerta sobre vacinas: para vir ao MS é necessária de febre amarela

Mara Riveiros | 18/07/2016 08:56

Com a aproximação dos jogos olímpicos, que serão disputados de 05 a 21 de agosto, o Ministério da Saúde emitiu alerta sobre dos documentos necessários para as viagens, como passaporte e carteira de vacinas. Em alguns locais ainda há doenças que não foram erradicadas, como febre amarela, sarampo e poliomielite.

A vacinação é para evitar enfermidades endêmicas e contagiosas. Crianças e adultos que vão para áreas endêmicas da febre amarela (Amapá, Tocantins, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Roraima, Amazonas, Pará, Goiás, Distrito Federal e alguns países da América Latina, África ou Ásia) devem tomar a vacina contra a doença pelo menos dez dias antes de embarcar.

A vacina contra a febre tifoide também é muito importante. Ela deve ser tomada quando se vai para regiões com saneamento básico mais precário, como o Norte e o Nordeste do Brasil, a Ásia e a África.

Segundo Alberto Jorge Félix Costa, médico pediatra e diretor técnico responsável da Imunitá Centro de Imunização, é necessário checar as exigências de cada destino. “Cada local tem suas particularidades e por isso é importante se informar sobre o período prévio de imunização e vacinas exigidas para não ocorrer imprevistos nas viagens”, explica.

Há vacinas que sempre serão recomendadas para praticamente todos os destinos, exceto: Norte da América, Austrália, Nova Zelândia, Japão e Europa Ocidental (salvo exceções ou outras indicações). Entre essas vacinas, estão as que previnem as seguintes enfermidades: hepatite A, hepatite B, febres tifoide, tripla viral e difteria-tétano. Por outro lado, as vacinas recomendadas que variam de acordo ao destino podem ser para prevenir meningite meningocócica A+C o A-C-Y-W135, poliomielite, encefalite japonesa, encefalite primavero-estival, febre amarela, cólera e raiva.

Todos os viajantes que se dirigem para outros países no momento da epidemia anual da gripe estão potencialmente expostos e são mecanismos de facilitação da circulação viral entre os países. Portanto, os turistas dos grupos de risco (definidos pela Vigilância Sanitária), terão que se vacinar contra gripe antes do embarque.

Serviço - Centros de Orientação para a Saúde do Viajante da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)

Aeroporto de Campo Grande - Telefone: (67) 3368-6027 / 3368-6030 Atendimento: segunda à sexta (dias úteis), de 08h às 18h. - Endereço: Aeroporto Internacional de Campo Grande - Av. Duque de Caxias, s/n° - Cerradinho -

Aeroporto de Ponta Porã - Telefone: (67) 3431-6464 Atendimento: Seg a sexta,7 às 11h e 13 às 17h Endereço: Av. Brasil, 550 - Bairro da Granja -

Fronteira de Corumbá - Telefone: (67) 3231-8666 /3231-3331 Atendimento: Seg à sexta, 8 às 11h e 14 às 17h Endereço: Rua Colombo, 723 - Centro - Corumbá – MS

Nos siga no Google Notícias