A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

14/06/2012 11:14

Mortalidade infantil cresceu entre índios no ano passado, diz relatório

Mariana Lopes

Os dados de Mato Grosso do Sul serão fechados somente na próxima semana. Porém, segundo o coordenador regional do CIMI, no Estado as crianças ainda sofrem muito por falta de alimento

A mortalidade infantil indígena, de crianças menores de 5 anos, aumentou em 2011. A principal causa, de acordo com o relatório “Violência contra os povos indígenas no Brasil”, divulgado ontem pelo CIMI (Conselho Indigenista Missionário), é a desnutrição e doenças facilmente tratáveis.

No ano passado, foram 126 vítimas no Brasil, enquanto em 2010, morreram 92 crianças. Os casos mais graves foram registrados no Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Tocantins.

De acordo com enfermeiro do distrito sanitário especial indígena da Sesai/MS, Nilton Gonçalves de Figueiredo, os dados de 2011 sobre a mortalidade infantil indígena de Mato Grosso do Sul serão fechados somente na próxima semana.

Porém, segundo o coordenador regional do CIMI/MS, Flávio Vicente Machado, no Mato Grosso do Sul, as crianças ainda sofrem muito por falta de alimento. “O Estado lidera o ranking de crianças desnutridas. Temos que considerar que 90% da população indígena do Estado vive de cesta básica, que geralmente chegam atrasadas e às vezes nem chegam”, observa

Já no Mato Grosso, a situação do povo Xavante continua desesperadora, segundo o CIMI. Em 2011, foram registradas 89 mortes de crianças, dentre as quais 56 menores de 1 ano e 33 mortes de crianças com idade entre 1 e 4 anos. Em 2010, foram registrados 60 óbitos de crianças Xavante.

No relatório do CIMI, há menção de relatos dos próprios indígenas, no qual descrevem que a situação precária a qual estão submetidos foi agravada com o processo de transição da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) para a Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena).

Já no Acre, o povo Kaxinawá, foram registradas pelo menos 10 mortes de crianças na terra indígena Alto Rio Purus. Também no Vale do Javari, Amazonas, os índices de mortalidade infantil são alarmantes, somente em 2011 foram registrados 11 óbitos. Essa realidade, somada aos adultos que estão acometidos por doenças, aponta para que em poucos anos ocorra a extinção de povos indígenas no Vale do Javari.

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions