A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

06/11/2010 07:40

MPE apura terceirização feita pela Santa Casa da Capital

Redação

O MPE (Ministério Público Estadual) requisitou à Junta Interventora da Santa Casa de Campo Grande relatório das empresas terceirizadas que atuavam no local, além dos demonstrativos financeiros de 2008 a setembro de 2010 e o quadro de médicos.

A 32ª Promotoria de Justiça também pediu um relatório da produção de serviços do hospital no período de 2008-2010, os leitos existentes e a ocupação mensal de 2005-2010; informações sobre a instalação da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE); a apresentação de soluções para o controle único de entrada de pacientes nos leitos de UTI, bem como do controle de permanência.

Outros pedidos feitos pela Promotoria foram a identificação e o currículo dos atuais técnicos da Junta que atuam na Associação Beneficente de Campo Grande em nome da Secretaria Estadual de Saúde e do Secretário Municipal de Saúde.

Sobre as empresas terceirizadas, a Promotoria quer saber o prazo de contratação e controle de produção de cada serviço.

O MPE já fez a solicitação de informações duas vezes. A primeira em agosto deste ano. Após um mês sem resposta, a promotoria fez uma segunda solicitação.

A resposta foi recebida no dia 17 de setembro, mas apenas informando que iria apresentar os relatórios e os resultados sobre cada demanda no prazo de 90 dias.

De acordo com a assessoria de imprensa do MPE, o conteúdo solicitado é "para atualizar as informações e garantir que o trabalho da Junta seja realizado para a melhoria nas condições e no atendimento médico da Santa Casa".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions