A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/09/2013 23:09

MPF afirma não foi notificado sobre liminar que autorizaria despejos

Vinícius Squinelo

O Ministério Público Federal, em nota à imprensa, afirmou que até o momento não recebeu qualquer intimação oficial sobre possível decisão liminar da Justiça Federal de Ponta Porã, que determinou a retomada de lotes do Assentamento Itamarati.

O despejo das famílias estaria autorizado pelo órgão judicial e em vias de execução pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária).

Confira a íntegra da nota - “O Ministério Público Federal em Ponta Porã esclarece que, até o lançamento dessa Nota à Imprensa, não foi intimado oficialmente sobre o teor de decisão liminar referente à Ação Civil Pública nº 0001454-66.2013.4.03.6005 - que solicita reanálise da situação individual de cada posseiro do Assentamento Itamarati a fim de evitar injustiça social.

A ação ajuizada não objetiva legitimar ocupações irregulares, como difundido em alguns órgãos de imprensa, mas identificar os casos excepcionais de trabalhadores que dependem exclusivamente da terra pra sobreviver e que se enquadram no perfil da Reforma Agrária, de modo a reconhecer situações que possam ser regularizadas com base em previsões legais.

A situação tem sido debatida junto ao Incra, à Justiça Federal e aos assentados desde agosto de 2012. Em audiência judicial, o Superintendente Regional do Incra, Celso Cestari, chegou a assumir o compromisso de realizar a reanálise para indicar as exceções passíveis de regularização.

A demanda judicial proposta pelo MPF tenho o intuito de evitar o aumento do caos social em Mato Grosso do Sul e o agravamento de anos de inércia do Incro em estancar o processo de transferências de lotes nos assentamentos rurais do estado, principalmente naqueles em que não havia infraestrutura básica e apoio técnico às famílias assentadas”.

Justiça nega liminar e 536 lotes da Itamarati serão retomados pelo Incra
A Justiça Federal negou liminar para uma nova avaliação de 536 lotes irregulares nos assentamentos Itamarati I e II, em Ponta Porã. Em caráter de urg...
MPF recua e, agora, quer manter 536 irregulares em lotes na Itamarati
A situação dos lotes ocupados de forma irregular nos assentamentos Itamarati I e II, em Ponta Porã, maior projeto de reforma agrária do Estado, pode ...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...


MPF Dourados X MPF Ponta Porã. Vai entender
 
Antonio Nunes em 12/09/2013 23:37:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions