A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/10/2008 10:36

MS gasta 30% a mais com segurança; Homicídio cai 1,6%

Redação

No ano passado, Mato Grosso do Sul gastou 30% a mais com segurança em relação a 2006. De acordo com o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o investimento saltou de R$ 415 milhões para 540 milhões. A despesa per capita foi de R$ 231,65.

Já a taxa de homicídios dolosos sofreu uma leve queda de 1,6%: passou de 24,29 para 24,05 por 100 mil habitantes. Em números, foi uma morte a menos. Em 2006, o Estado registrou 572 casos de homicídios com a intenção de matar. No ano passado, foram 571 ocorrências.

O total de latrocínios (roubo seguido de morte) passou de 10 em 2006 para 22 em 2007. Já as ocorrências de lesão corporal seguida de morte reduziram de 13 para 7.

No Estado, a PM (Polícia Militar) possui efetivo de 5003 pessoas, sendo 554 oficiais e 4.661 praças. A proporção é de um policial para 459,3 habitantes. Em relação à Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, a proporção é ainda maior. Mato Grosso do Sul tem um policial civil para 1.239,5 habitantes e um bombeiro a cada grupo de 1.799,5 habitantes. São 1.854 policiais civis (sendo 239 delegados) e 1.277 bombeiros.

O Estado possui 9.304 presos, porém o número de vagas não chega à metade. Para cada uma das 4.356 vagas, há 2,1 presos. No estudo, Mato Grosso do Sul foi incluído no grupo de 12 Estados que possui uma quantidade pequena de óbitos mal declarados, o que seria indicativo de uma maior confiabilidade dos dados disponíveis.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions