A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/08/2012 17:14

MS receberá R$ 20 milhões para investimentos em segurança na fronteira

Fabiano Arruda
Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, governador André Puccinelli e o secretário estadual de Segurança Pública, durante assinatura de convênio em Ponta Porã nesta segunda. (Foto: Divulgação)Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, governador André Puccinelli e o secretário estadual de Segurança Pública, durante assinatura de convênio em Ponta Porã nesta segunda. (Foto: Divulgação)

Mato Grosso do Sul contará com R$ 20 milhões de convênio do Ministério da Justiça para investimento na região de fronteira. A assinatura do convênio que prevê a destinação do recurso ocorreu nesta segunda-feira em Ponta Porã, onde ocorre o 1º Simpósio de Segurança Pública nas Fronteiras de MS.

No País serão R$ 150 milhões em recursos que fazem parte da Enafron (Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras), instituído pelo governo Dilma Rousseff (PT). Outros dez estados também foram contemplados.

O Estado ainda investirá, como contrapartida, R$ 205,7 mil. O governador André Puccinelli (PMDB) assinou o convênio com a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, que participou do evento e representou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Segundo informações divulgadas pelo Governo, os recursos serão investidos na estruturação de unidades especializadas de fronteira, de unidades policiais rodoviárias estaduais, e de unidades policiais para atuação em vias fluviais e lacustres; fortalecimento de inteligência de segurança pública; inovações tecnológicas de monitoramento e controle fronteiriços; reaparelhamento de centros e postos integrados de segurança pública e fiscalização e unidades das policias civis, militares e perícia.

Unidades de 31 municípios serão beneficiadas: Amambai, Antônio João, Aquidauana, Aral Moreira, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Corumbá, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Iguatemi, Japorã, Jardim, Ladário, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Sete Quedas, Sidrolândia e Tacuru.

“É para melhor estruturação, para que possamos fazer um policiamento melhor e, consequentemente, diminuir a criminalidade. Monitoramento, capacitação, e melhoria das estruturas físicas, tanto das unidades como delegacias, quanto na aquisição de equipamento permanente”, avaliou Puccinelli, segundo informações do site de notícias do Governo do Estado.

Para a secretária Regina Miki , os planos para combate à criminalidade nas fronteiras leva em conta a particularidade de cada região. “Não seria correto fazer um pacote fechado e, sim, considerar que cada estado sabe de suas peculiaridades”, explicou.

Já o secretário estadual de Segurança Pública, Wantuir Jacini, destacou a importância do plano em Mato Grosso do Sul por conta da longa extensão da faixa de fronteira.

“Em Mato Grosso do Sul são 44 cidades na faixa, sendo 18 entre gêmeas e lindeiras, com população de 1,1 milhão de habitantes, e, do lado paraguaio e boliviano mais 500 mil pessoas”, explicou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions