A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

04/05/2015 14:59

MS vive epidemia de dengue e doença pode ter feito a 5ª vítima no Estado

Doença é alarmante em 38 cidades do Estado e outras três mortes são investigadas

Michel Faustino
Autoridades em saúde orientam para que população tome alguns cuidados para evitar a proliferação do mosquito da dengue. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Autoridades em saúde orientam para que população tome alguns cuidados para evitar a proliferação do mosquito da dengue. (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

A crescente nos números da dengue em Mato Grosso do Sul preocupa. De janeiro até agora, 17.467 casos já foram notificados, o que estatisticamente coloca o Estado em situação de incidência epidêmica da doença. Além do aumento, quatro mortes já foram confirmadas e uma está sob suspeita. Outras três estão sendo investigadas.

Conforme boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (04) pelo Ministério da Saúde, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goias e Acre estão apresentando epidemia de dengue, quando há mais de 300 casos da doença por 100 mil habitantes. MS está com o dobro, com 675 para cada grupo de 100 mil.

A região Sudeste do país teve o maior número de casos notificados (414.716 casos; 66,2%) em relação ao total do país, seguida das regiões Nordeste (75.511 casos; 11,5%), Centro-Oeste (74.516 casos; 12,4%), Sul (37.399 casos; 5,8%) e Norte (23.989 casos; 4,1%).

Em Mato Grosso do Sul, o ano de 2015 já alcançou o terceiro maior número de casos suspeitos nos últimos cinco anos. Conforme levantamento feito pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), o recorde desse período é 2013, quando o número de notificações fechou em 102.026.

Em 2010 houve o segundo maior índice, com 82.597 casos. Em 2011 foram 15.506, em 2012 foram 16.506 e ano passado, 9.256.

Até agora, quatro mortes já foram confirmadas, sendo duas em Sonora, uma em Paranhos e outra em Corumbá.
Outras três mortes estão sendo investigadas por suspeitas de terem sido causadas pela doença (Anastácio, Aparecida do Taboado e Laguna Carapã) e um caso está sob suspeita em Três Lagoas.

O paciente, um homem de 27 anos, morreu ao dar entrada no hospital Nossa Senhora Auxiliadora no último sábado (02) com suspeita da doença.

Conforme o último boletim epidemiológico divulgado na semana passada, 38 cidades de Mato Grosso do Sul estão com alta incidência de dengue. No ranking de casos notificados, Campo Grande encabeça a lista (3.524), seguida por Três Lagoas (1.018), Naviraí (734), Dourados (574) e Paranaíba (399).

O que mais preocupa as autoridades em saúde é de que na Capital a maioria dos casos notificados é da dengue tipo 4, vírus em que a maior parte da população não está imune. Assim como na cidade de Ponta Porã, onde 102 casos da doença foram notificados.

Nos municípios de Aparecida do Taboado, Chapadão do Sul, Parnaíba e Selvíria foram diagnosticados casos do tipo 2 da doenças, no demais municípios a incidência ainda é do tipo 1.

Apesar da crescente e do parecer do Ministério da Saúde, o Governo alega que o Estado ainda não está vivendo uma epidemia, mas reconhece a necessidade de intensificar o trabalho junto aos municípios mais afetados para evitar situações como a vivida em 2013 onde o Estado enfrentou a maior “crise” da doença com cerca de 102 mil casos.

As autoridades em saúde orientam para que a população tome alguns cuidados para evitar a proliferação do mosquito causados da doença. É preciso fazer a limpeza periódica de terrenos e quintais e não deixar recipientes que acumulem água expostos.

Casos de dengue no país aumentam 234% e chegam a 745,9 mil neste ano
Desde o início do ano até o dia 18 de abril, o país já registrou 745,9 mil casos de dengue – um aumento de 234,5% em relação ao mesmo período do ano ...
Com suspeita de dengue, homem recebe dipirona, tem atendimento negado e morre
Um homem de 27 anos morreu após ter atendimento recusado na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Carioca, em Três Lagoas, a 338 quilômetros ...
Homem morre com suspeita de dengue após não ser atendido em UPA
A família de Fernando Pinheiro da Silva, de 27 anos, que morreu por volta das 2h deste sábado (2) com suspeita de dengue, no Hospital Auxiliadora, em...
Morador de Laguna Carapã de 17 anos morre com suspeita de dengue
Um adolescente de 17 anos morreu nesta semana, quatro dias depois de ficar internado com sintomas de dengue. André Torres morava em Laguna Carapã, ci...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions