A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/09/2009 17:50

Mulher ganha indenização pela morte de filho em presídio

Redação

Matilde de Lara Coronado ganhou indenização de R$ 41,5 mil pela morte do filho, Adevair Coronado, dentro da penitenciária de segurança Máxima de Campo Grande há seis anos.

O Estado de Mato Grosso do Sul não conseguiu anular nem rever o valor da indenização. A 4ª Turma Cível negou provimento ao Governo estadual, porque o detento morreu dentro do estabelecimento penal.

O caso - Condenado a 25 anos de prisão, Adevair Coronado, único filho homem de Matilde, cumpria pena há sete anos. Ele foi morto com golpes de faca quando tomava banho de sol.

Em 2003, seis presos foram mortos dentro os presídios de Campo Grande. Na época, a direção do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima alegou que as mortes foram uma maneira dos presos de protestarem contra a superlotação da unidade.

O julgamento - A 4ª Turma Cível também negou o pedido de apelação de Matilde Coronado, que pretendia receber um salário mínimo de indenização pelo tempo em que o filho completaria 65 anos. O relator, Dorival Renato Pavan, alegou que o preso morto estava detido há sete anos e não tinha renda para sustentar a família.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions