ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 34º

Cidades

Na delegacia, menina reafirma que assassinou padastro

Redação | 31/08/2008 18:13

A criança de 9 anos e não 11 como divulgado anteriormente, suspeita de ter matado o padrasto hoje, em Campo Grande, foi ouvida por uma psicóloga do SOS Criança e uma conselheira tutelar da região Norte no começo desta noite.

Segundo o delegado de plantão na DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), Rodrigo Vasconcelos Braga, o posicionamento da garota demonstra que ela pode estar falando a verdade sobre o assassinato.

De acordo com o que foi repassado ao delegado pelas profissionais, na entrevista técnica feita por elas, a menina aparentou tranqüilidade ao falar do caso, afirmando que matou Carlos Alberto Arruda Rodrigues, de 47 anos, e que não está protegendo um suposto crime cometido pela mãe, Rosemeire Oliveira Pereira, de 33 anos.

O delegado afirmou que será feito um relatório da conversa entre as profissionais e a criança, que fará parte das investigações. A mãe da menina ainda está sendo ouvida pela polícia e um inquérito será aberto após a ocorrência ser encaminhada, amanhã, à DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) ou à DEAIJ (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude).

A criança, no entanto, será entregue ao Conselho Tutelar até que seja decidida pela Justiça uma medida de proteção cabível.

Crime

Nos siga no Google Notícias