A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/03/2009 15:40

Namorada de jovem assassinado quer justiça no caso

Redação

A namorada do jovem Cláudio Zeola, assassinado nesta manhã com um tiro na nuca, afirma que deseja justiça para o caso. Apesar de não revelar sua suspeita sobre o assassinato, ela diz que se o caso não for esclarecido ela irá se pronunciar.

"Se não tiver justiça, aí eu vou falar", afirma. Elizângela de Souza Almeida, de 25 anos, conta que hoje pela manhã Cláudio estava cumprindo sua rotina. Após a academia ele teria ido para o trabalho, no supermercado Extra. O rapaz foi morto no caminho.

Segundo a namorada, Cláudio não possuía nenhum inimigo declarado e nunca havia comentado nada sobre seu tio, o procurador Carlos Alberto Zeola, principal suspeito do crime.

Elizângela afirma que 'prefere não se envolver na história', mas deixa claro seu sentimento de indignação com a morte do companheiro. "Se for quem estão falando que é (procurador), não vai ter justiça pra ele", diz.

O casal estava junto há dois meses e fazia planos de se casar até junho deste ano. Ela conta que eles se conheceram durante o trabalho, e logo se tornaram amigos. O namoro veio algum tempo depois, e há uma semana ele havia levado as coisas para morar com ela. "Não deixaram nossos planos prosseguirem", desabafa.

Família - Sobre a relação do namorado com a família, a jovem afirma que 'não era das melhores'. Segundo ela, apesar de nunca ter reclamado de desentendimentos, ele não convivia com os familiares nos últimos tempos.

Ela também ressalta que não sabe nada sobre a família do namorado, e que ele preferia mantê-la afastada deles. "Ele não queria que eu tivesse muito acesso à família dele. Dizia que não era muito bom", lembra ela.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions