A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

27/01/2014 22:42

Namorado é preso acusado de matar douradense na Espanha

Vinícius Squinelo

O suposto assassino da douradense Patrícia Souza Leal, 28 anos, encontrada morta na Espanha, foi preso pela polícia nesta segunda-feira. A informação é da família da vítima. O acusado é um homem da República Dominicana, que seria namorado de Patrícia.

Segundo informações do site Dourados Agora, o homem foi preso e está à disposição da justiça espanhola, que deve julgá-lo posteriormente.

Patrícia morava fora do Brasil há oito anos. Primeiramente foi para Portugal, onde viveu por quase dois anos e, há seis anos, estava em Madrid, onde já atuou como doméstica e ultimamente era babá.

Segundo a mãe, Patrícia queria montar uma loja de roupas em Dourados e retornaria ao país em 2015.

Caso – Patrícia morava há cerca de oito anos em Madrid. Ela encontrada, na noite de quarta-feira (15), morta a facadas. O chefe de Patrícia estranhou a falta dela no trabalho, então, ligou para um amigo da jovem, que foi até a casa e a encontrou morta embaixo do chuveiro. Os amigos suspeitam do namorado, que tinha um relacionamento com ela há dois meses

Mas de acordo com a tia da jovem, além do namorado, surgiu um segundo suspeito pelo assassinato de Patrícia. A polícia espanhola informou monitorar outra pessoa, mas não deu detalhes do caso para não vazar a informação e atrapalhar as investigações.

Para transportar o corpo de Madrid até São Paulo, a família precisará pagar R$ 17 mil. Inicialmente, eram necessários R$ 45 mil, mas o consulado brasileiro na Espanha conseguiu reduzir o valor do translado.

Treze dias após morte, família de Patrícia aguarda informações de consulado
Após 13 dias da morte de Patrícia Souza Leal, 28 anos, a família ainda não tem novidades sobre o caso e espera decisão da justiça. De acordo com a ti...
Carro roubado no RJ é recuperado em estrada rumo ao Paraguai
Um automóvel recentemente roubado no Rio de Janeiro foi recuperado por policiais militares em uma estrada vicinal de Japorã –a 487 km de Campo Grande...


Gente não tem um POLITICO,ou EMPRESÁRIO que possa ajudar essa família a trazer o corpo dessa jovem???
Passei por uma situação parecida com o corpo de uma amiga que estava na Itália,e tivemos ajuda de vários políticos,como Marquinhos Trad, Moacir Koll entre outras ajudas.
Sinto uma compaixão imensa ,coitada dessa mãe não poder prestar as ultimas homenagens!
 
Denise Ferreira em 28/01/2014 12:56:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions