ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  26    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Negociação emperra e supermercados têm de pagar extra

Por Redação | 18/08/2008 09:18

As negociações entre o setor laboral e patronal dos supermercados de Campo Grande estão emperradas desde abril e nesta segunda-feira o Sindicato que representa os trabalhadores emitiu uma nota alertando que enquanto não sair a convenção os estabelecimentos não podem se valer do banco de horas e têm de pagar horas-extras.

O presidente do Sindicato Patronal, Luiz Tadeu Gaedick, afirmou que não há uma orientação geral, mas acredita que a maioria dos estabelecimentos não esteja usando banco de horas. Ele afirma que a entidade prepara uma nova proposta para retomar as negociações com os trabalhadores.

A vigência da última convenção expirou em abril.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário