A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Novembro de 2018

09/09/2008 16:01

Negros e brancos quase se igualam; desigualdade continua

Redação

A diferença entre o número de brancos e negros na população brasileira diminuiu entre os anos de 1996 e 2006, segundo o estudo Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça, divulgado hoje (9) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Se em 1996 o total de brancos correspondia a 55,2% (85.261.961) da população e o de negros a 44,7% (68.929.113), em 2006, o total passou a ser de 49,7% (93.096.286) de brancos, frente a 49,5% (92.689.972) de negros.

A representante do Fundo das Nações Unidas para as Mulheres (Unifem) Maria Inês Barbosa acredita que o crescimento da população negra não tem a ver apenas com o crescimento demográfico do país e, sim, com a melhoria na auto-estima dessa parcela da população.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions