ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  07    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Operação Mudra, do Gaeco, cumpre mandados em presídios de MS

O Campo Grande News apurou que há alvos nas penitenciárias de Dourados e Nova Andradina

Por Anahi Zurutuza e Helio de Freitas, de Dourados | 23/07/2018 08:51
Tropa de choque deixa presídio de Dourados após princípio de motim (Foto: Osvaldo Duartes/Arquivo)
Tropa de choque deixa presídio de Dourados após princípio de motim (Foto: Osvaldo Duartes/Arquivo)

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) deflagrou na manhã desta segunda-feira (23) a Operação Mudra, que cumpre mandados em presídios. A assessoria de imprensa do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) não deu qualquer detalhe sobre a força-tarefa.

Não foram divulgados o número de mandados, em quais cidades eles são cumpridos e quem especificamente são os alvos da operação. O Gaeco, ainda via assessoria de imprensa, informou que dará mais informações ainda pela manhã.

O Campo Grande News apurou, entretanto, que haveria alvos em Nova Andradina. O Gaeco também teria mandados para a PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

A reportagem tentou contato com a promotora Cristiane Mourão, chefe do Gaeco em Mato Grosso do Sul, mas até o fechamento da matéria ela não atendeu as ligações.

Mudras são gestos que, segundo a yoga – prática indiana milenar – e ayurveda – sabedoria medicinal que também surgiu na Índia –, “nos permitem sintonizar com frequências específicas de energia do Universo”. O Gaeco também não divulgou o porquê do nome de batismo da operação.