A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

02/07/2010 09:55

Ordem na Santa Casa é remanejar pessoal e cortar gastos

Redação

O novo diretor da Junta Interventora da Santa Casa de Campo Grande, Jorge Martins, pode promover processo de remanejamento de funcionários como uma de suas primeiras ações no comando do hospital.

A sugestão foi dada pelo até então diretor da Junta, professor Pedro Chaves, que deixou o cargo para disputar as eleições deste ano como suplente do senador Delcídio do Amaral (PT).

"Ele precisa reavaliar todas as pessoas que trabalham dentro da Santa Casa, ver se há superpopulação em alguns setores, realocar pessoas onde há exagero de pessoal, enfim, fazer a migração interna dentro da Santa Casa", sugeriu Pedro Chaves, durante a solenidade de posse de Jorge Martins.

O ex-diretor garantiu, entretanto, que o remanejamento não significa demissão de funcionários. Hoje, a Santa Casa conta com aproximadamente 2.400 trabalhadores.

Chaves disse que a realocação dos funcionários pode ser feita em todos os setores, com revisão, inclusive, dos plantões, como forma de economizar verba.

Aliás, a redução de gastos também foi colocada nesta manhã como prioridade na administração da instituição.

Hoje, a Santa Casa de Campo Grande administra orçamento mensal de R$ 9 milhões. "

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions