A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

14/09/2010 10:20

Pais de menino assassinado pedem apoio na Assembleia

Redação

Um ano e 4 meses depois de perder o filho, vítima da violência em Campo Grande, os pais do menino Miguel Xavier foram hoje à Assembleia Legislativa pedir apoio popular para o julgamento do homem acusado do crime, marcado para 29 de setembro Tribunal do Júri.

No ano passado, o menino foi atingido por bala perdida em um ponto de mototáxi, nas Moreninhas. O pai trabalhava no local, junto da família, quando dois homens em uma moto fizeram os disparos contra um rival. O tiro não acertou o alvo, mas atingiu o peito de Miguel, 12 dias antes do aniversário de 3 anos do menino.

O pai Mauro César Xavier da Costa e a mãe Patrícia Ribeiro Alves dos Santos querem a presença de jornalistas e a pressão da sociedade para conseguir a condenação máxima a Phellipe Rodrigues Nunes de Carvalho, 24 anos, apontado como autor dos disparos, que está preso desde abril do ano passado.

Outro acusado de participação é Wesley Fabiano Dronave de Souza, dono da moto usada no dia do crime, que chegou a ser detido, mas foi solto. Os tiros seriam para um rival, como acerto de contas.

"Foi um ano difícil. Tive de ser forte", lembra a mãe. Ela conta que as duas irmãs de Miguel, uma de 11 e outra de 6 anos, desenvolveram depressão depois do crime. "Minha filha diz que quer que o Philipe morra na cadeia", comenta.

Evangélica, Patrícia garante que não tem ódio do homem que matou o menino. "Perdôo como cristã, mas nunca como mãe", observa.

O menino foi vítima de bala perdida, na noite do dia 6 de abril, no bairro Moreninha II.

A mãe conta que no dia da morte fez como de costume, levou os filhos para o trabalho do esposo, Mauro César Chaves da Costa, um ponto de mototáxi na Moreninha.

Antes do pai voltar da última corrida do dia, aconteceu a tragédia. Miguel correu para proteger Gabriel, o irmãozinho de 1 ano, que estava no carrinho. Eu vi que uma pessoa foi atingida, então eu peguei o celular para chamar o socorro. Enquanto eu estava ao telefone, alguém gritou: 'dona larga este telefone e vem socorrer o teu filho que foi baleado".

Carro roubado no Rio de Janeiro é recuperado em estrada rumo ao Paraguai
Um automóvel recentemente roubado no Rio de Janeiro foi recuperado por policiais militares em uma estrada vicinal de Japorã –a 487 km de Campo Grande...
Recesso de fim de ano começa nesta semana no Judiciário e Legislativo
Na reta final de 2017, para alguns servidores a "folguinha" das festas começa mais cedo. Em orgãos Estaduais e Federais de Mato Grosso do Sul, tem re...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions