A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

30/07/2013 09:16

Para driblar o tempo seco, beba muita água e evite o ar-condicionado

Aliny Mary Dias
Dia deve ser de temperaturas altas em Campo Grande e índices de umidade relativa baixas  (Foto: Marcos Ermínio)Dia deve ser de temperaturas altas em Campo Grande e índices de umidade relativa baixas (Foto: Marcos Ermínio)

Com o clima de deserto e a umidade relativa do ar em níveis críticos, a população sul-mato-grossense precisa tomar alguns cuidados para evitar problemas de saúde causados pela estiagem que atrasou em um mês, mas chegou no Estado.

Segundo os dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), Campo Grande registrou umidade relativa do ar de 20% ontem (29) e os números devem continuar baixos no decorrer da semana.

O índice recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) é 60%, mas a cidade de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, por exemplo, registrou umidade de 13% ontem.

Segundo o médico otorrinolaringologista, Renato Lucio Martins, alguns cuidados são essenciais para que as consequências do tempo seco não prejudiquem o mínimo possível a saúde.

“O hidratante nasal é um medicamento que pode ser usado nessa época, mas em medidas gerais, as pessoas precisam ingerir muita água. Quanto mais clara a urina, melhor é o nível de hidratação no corpo e esse é um indicativo interessante”, afirma o médico.

Além da ingestão de líquidos, umidificar o ambiente usando toalhas úmidas ou bacias com água são alternativas para diminuir os impactos da baixa umidade. O ar-condicionado é outro vilão da época de estiagem, a exposição intensa ao aparelho pode causar irritação nas vias aéreas.

Sobre as consequências do tempo seco para a saúde, o médico explica que todas inflamações de vias respiratórias são frequentes nessa época. “Faringite, sinusite e rinite por exemplo são doenças comuns com a baixa umidade”, completa o médico.

Segundo o centro de meteorologia da Uniderp/Anhanguera, hoje o dia será quente com predomínio do sol e a umidade relativa do ar deve continuar caindo. Em Amambai, Sete Quedas, Naviraí, Tacuru, Ribas do Rio Pardo, Três Lagoas, Aquidauana, Anastácio, Miranda, Campo Grande e Terenos, a umidade deve ficar abaixo de 18%.

Entre 24% e 28% em Jaraguari, Coxim, Camapuã, Costa Rica. Já Corumbá e Ladário vão registrar 33%, segundo previsão divulgada hoje.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions