A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/12/2009 17:42

Para tio, índio de 15 anos foi morto em briga por terra

Redação

Tio do adolescente Osmair Martins Ximenes, que morreu após ser espancado, o guarani-caiuá Ismarte Martins acredita que o sobrinho tenha sido mais uma vítima do conflito por terra em Mato Grosso do Sul.

O adolescente de 15 anos pertencia ao grupo de indígenas que há 20 dias ocupou uma propriedade rural em Coronel Sapucaia, próximo à fazenda Madama. Cerca de 300 índios saíram de um acampamento às margens da MS-289, onde estavam há quatro anos, e voltaram para o local que denominam como terra indígena Kurussu Amba. A área está em litígio. "Ele também veio reivindicar essa terra. Era jovem e tinha muita vida pela frente", lamenta.

O tio do adolescente relata que o rapaz foi ontem à noite à aldeia Taquapery, a 6 km do acampamento. "Ele foi pegar uma roupas e abastecer o celular", recorda. O corpo do rapaz foi encontrado na manhã de hoje, próximo à escola da aldeia. Ele apresentava várias marcas de agressão, indícios de espancamento.

Ismarte conta que à noite percebeu a presença de um carro estranho. "O carro ficou pouco tempo perto da escola e saiu correndo em direção à BR". O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Porã. O adolescente deve ser sepultado amanhã, na aldeia Taquapery.

Conflito

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions