A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

13/08/2013 07:17

Peça gigante da Petrobras mobiliza 120 pessoas e chega em Três Lagoas dia 22

Aliny Mary Dias
Peça saiu da China e chegará em Três Lagoas no dia 22 de agosto (Foto: Itaipu Nacional)Peça saiu da China e chegará em Três Lagoas no dia 22 de agosto (Foto: Itaipu Nacional)

A fábrica de fertilizantes que está sendo construída em Três Lagoas é o destino final de uma peça gigante de quase 7 metros de altura, 40 de comprimento e 761 toneladas. O reator de amônia foi fabricado na China, já percorreu um longo caminho, mobiliza cerca de 120 pessoas e só deve chegar em Mato Grosso do Sul no dia 22 de agosto.

De acordo com informações divulgadas pela usina hidrelétrica de Itaipu, uma megaoperação foi montada para a travessia da peça que é a terceira maior de um conjunto de 13 unidades que serão implantadas na UFN3.

O reator saiu da China e desembarcou no Porto de Rio Grande (RS), de lá, a peça foi levada até o Mar del Plata na Argentina. Depois de subir o rio, o reator chegou até a usina de Itaipu em Foz do Iguaçu.

Para sair da usina e seguir pelo Rio Paraná até Três Lagoas, fios de alta tensão precisaram ser erguidos pela empresa, o trânsito foi interditado e a peça chamou atenção de vários moradores da região. O reator está sendo deslocado em uma plataforma movida a controle remoto com cerca de 180 pneus, a velocidade média é de 5 km/h.

De acordo com a usina, a peça aguarda liberação da Marinha para seguir viagem, o que deve acontecer na manhã desta quarta-feira (14). A travessia levará em média 8 dias, segundo a usina.

UFN3 - A fábrica de fertilizantes de Três Lagoas será a terceira unidade da Petrobras que já possui complexos na Bahia (já em operação) e Sergipe. Com a entrada em operação das unidades de Três Lagoas e Laranjeiras, em Sergipe, a Petrobras pretende mais que triplicar a produção de fertilizantes nitrogenados.

Conforme o Plano de Negócios e Gestão para o período 2012/2016, lançado em agosto do ano passado, a capacidade que atualmente é de 1,1 milhão de toneladas/ano deverá passar para mais de 3 milhões de toneladas com as novas unidades.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions