ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  23    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Pecuarista volta a ajudar Filipe, que está em tratamento nos EUA

Por Nadyenka Castro | 08/03/2012 18:00

Menino de três anos com doença rara precisa de mais doações. Semana passada ele não passou bem, mas já está melhor

O pecuarista Antônio de Moraes voltou a ajudar o pequeno Filipe, de três anos, que está nos Estados Unidos em tratamento a uma doença rara.

Antônio de Moraes já havia feito doações em medicamentos, agora, conforme a família dele, a ajuda é em dinheiro. A família pediu para não informar a quantia, que é em dólar.

Além do apoio do pecuarista, diversas pessoas têm feito doações. Uma delas é um empresário, cuja ajuda vai possibilitar a realização de transplante de fígado.

“Quanto ao hospital parece que eles aceitaram a negociação com o empresário que se propôs a nos ajudar... então provavelmente nesta semana seguinte começará os preparativos para o transplante”, fala a avó da criança, Eni Coppo.

Filipe está em Boston e, segundo Eni, brasileiros que lá moram têm ajudado a família. “Aqui a comunidade brasileira está muito empenhada, o envolvimento é muito grande, eles até disseram que o Filipe está sendo símbolo de união entre eles”, comenta a avó da criança.

Eni conta que o neto passou mal na semana passada e precisou voltar ao hospital, em ambulância, mas já está bem. De acordo com ela, serão, pelo menos, mais seis meses de tratamento em solo americano.

Filipe - O garoto luta para superar uma doença rara chamada de histiocitiose de células Langer Hans, que tem manifestações semelhantes ao câncer, além da segunda doença rara do fígado, a Esclerosante Cholangistis.

Para pagar os custos médicos e despesas de Filipe em solo americano, o valor necessário agora totaliza R$ 1,54 milhão.

A família segue contando com a ajuda de doações obtidas por meio do site (http://www.ajudefilipe.com.br). Até o último dia 13 havia sido doados R$ 235,6 mil.

Os interessados podem fazer doações por meio de depósito identificado em nome de Guilherme Wolff, pai do Filipe. O número de agência do Banco do Brasil é 48-5 e da conta corrente é 64375-0.

Em Boston, o menino fez consulta com equipe médica que está pesquisando o uso do remédio Clorafabine, originalmente indicado para combate à leucemia, no tratamento da doença que ele possui. O custo do medicamento é alto.

No entanto, todos os tratamentos convencionais são ineficazes e ele só pode ser curado com transplante de fígado.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário