A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

19/07/2014 12:00

Pela 2ª vez, OAB oferece vacina contra gripe H1N1 90% mais barata

Zana Zaidan e Luciana Brazil
Hoje, doses também foram aplicadas na sede da Caams (Foto: Marcelo Calazans)Hoje, doses também foram aplicadas na sede da Caams (Foto: Marcelo Calazans)
Presidente da Caams conta que doses sobraram, mas após mortes procura disparou (Foto: Marcelo Calazans)Presidente da Caams conta que doses sobraram, mas após mortes procura "disparou" (Foto: Marcelo Calazans)

A Caams (Caixa de Assistência dos Advogados de Mato Grosso do Sul) - o “plano de saúde” daqueles que têm carteira da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) - realiza campanha de vacinação para os profissionais, seus dependentes e estagiários contra a gripe H1N1. As doses são vendidas a R$ 10, valor até 90% menor do que o cobrado em clínicas particulares, cuja média é R$ 90.

A campanha começou há duas semanas, com 750 doses remanescentes da primeira mobilização contra a H1N1 feita neste ano, em junho. “Pedimos 1,5 mil doses, mas sobraram, e resolvemos disponibilizá-las para acabar com o estoque, além de ser uma nova oportunidade para quem não se vacinou na primeira”, conta a presidente da Caams, Denise Tiosso Sabino.

Deu certo. Segundo Sabino, a procura disparou nesta segunda edição da campanha. “Talvez por causa do aumento do número de casos e divulgação das mortes pela gripe. Agora, há uma preocupação maior”, acredita.

Ação - A dose é aplicada na clínica Vacinni - antes, o interessado precisa ir até a Caams, pagar os R$ 10 e então apresentar o comprovante de pagamento na clínica. Mas hoje (19) foi realizada uma ação da campanha e, excepcionalmente, a vacina foi aplicada na sede da Caams.

Como dependente do marido, um advogado, Ilda Batista dos Santos, 48 anos, foi uma das que aproveitou. Além dela, os quatro filhos também se vacinaram, por medo de contrair a doença. Fábio de Souza, 27 anos, que também e secretario geral da Caams, também tomou a vacina, junto com o filho de 2 anos.

Enfermeira responsável pelas aplicações, Rosângela Laier, reforça que os efeitos colaterais são mínimos. “Raramente alguns ficam febris, ou sentam dor passageira no local da aplicação”, explica. A dose tem validade de um ano, acrescenta Laier, e o ideal é que é vacina seja tomada em meados de março, período anterior à proliferação do vírus e quando começa a maior parte das campanhas. A aplicação está liberada a partir dos 6 meses de idade.

Quem pode tomar – A campanha da Caams é liberada para todos os profissionais com carteira da OAB/MS (inclusive juízes, procuradores e outros cargos), seus dependentes e estagiários de Direito. As doses são aplicadas na clínica Vacine, e hoje, excepcionalmente, foi aplicada na Caams, até o meio-dia.

É preciso pagar a taxa de R$ 10 na Caams, e, na Vacinni, apresentar o comprovante de pagamento.

A clínica fica localizada na rua Dr. Eduardo Machado Mettelo, 445, bairro Chácara Cachoeira, e atende das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados das 8h às 16h.

A Caams fica ao lado da sede da OAB/MS, na avenida Mato Grosso, 4700, Carandá Bosque. O horário de atendimento também é das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions