A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

18/02/2013 16:42

Pesquisadora deu metade do valor de projeto em cheques sem fundo, diz Fundação

Gabriel Neris

A pesquisadora que utilizou irregularmente a conta da Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS) emitiu cheques que somados os valores chegam a 50% a mais do recurso repassado para a conclusão de um projeto. Os valores e o nome da pessoa e a instituição pública vinculada à pesquisa não foram divulgados.

A Fundect está com o nome sujo há pelo menos duas semanas. Comunicado na página da fundação na internet informa que a pesquisadora utilizou a conta destinada a atender projeto de pesquisa irregularmente. A fraude gerou problemas para a execução dos projetos.

O diretor administrativo da fundação, Arthur Vieira dos Santos, disse que a instituição vinculada ao projeto de pesquisa será acionada. Ele explica que a pesquisadora deveria ter prestado contas em dezembro de 2011. O prazo foi estourado e a Fundect passou o ano passado pedindo as prestações. Arthur também diz que a pesquisadora deveria ter encerrado a conta da fundação.

“A Fundect é um órgão de fomento, recebe recursos do estado e de empresários e repassa estes recursos”, conta.

Os recursos são distribuídos e os pesquisadores assinam um termo de compromisso, e devem prestar contas após o término de conclusão da pesquisa, além de apresentar o resultado e encerrar a conta da fundação.

O diretor administrativo afirma que a pesquisadora não se manifestou ao longo deste período. “Com a conta aberta, os cheques estão sendo utilizados indevidamente”. Como a pesquisadora não apresentou o resultado do projeto, a Fundect desconfia que não houve a conclusão do trabalho. Neste caso, a pesquisadora terá que devolver o repasse na íntegra. “Não tenho recordação de projetos que tenham sido devolvidos. É a primeira vez que vejo uma situação como esta”, diz.

Arthur afirmou que a pesquisadora foi acionada a se manifestar, e a fundação está estudando medidas administrativas e judiciais.

Fundect fica com o "nome sujo" após pesquisador usar conta indevidamente
A Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de MS) está com o “nome sujo” há pelo menos duas semanas depois que u...
Mega-Sena volta a acumular e pode pagar R$ 24 milhões no próximo sorteio
A Mega-Sena voltou a acumular no sorteio da noite desta terça-feira (22), realizado em São Paulo, SP. Para o próximo concurso de número 2.201, que se...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions