A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

29/06/2016 06:37

PF caça golpistas que levantaram R$ 10 milhões em saques fraudulentos

Viviane Oliveira

A Polícia Federal tem na manhã desta quarta-feira (29) cerca de 50 policiais federais cumprindo mandados para desarticular organização criminosa que pode ter levado mais de R$ 10 milhões em saques fraudulentos de precatórios da Justiça Federal em diversas cidades do País. A investigação é de Mato Grosso do Sul, mas as prisões são no Maranhão, Piauí e São Paulo.

A Operação Lázaro cumpre oito mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão temporária e cinco de condução coercitiva nos municípios de Diadema, Jundiaí, São Bernardo do Campo, São José dos Campos e São Paulo (SP), São Luis (MA) e Teresina (PI). 

Esta ação é a segunda fase da Operação Triângulo dos Precatórios, deflagrada no final de 2015 em Campo Grande, para acabar com grupo criminoso, envolvendo advogados que realizava saques fraudulentos de precatório. O grupo selecionava precatórios disponíveis para saques, preferencialmente de pessoas falecidas e para isso falsificavam documentos.

Desde o início das investigações estima-se que foram feitos mais de R$ 10 milhões em saques fraudulentos, quantia que era movimentada e ocultada através de contas bancárias em nome de laranjas. Dinheiro ilícito que a organização utilizou na aquisição de veículos esportivos importados e de alto luxo.

O nome da operação é em alusão à passagem bíblica do retorno de Lázaro à vida, porque o grupo criminoso utilizava o nome e documentos de pessoas mortas para se beneficiarem desses precatórios. Os materiais das buscas e apreensões serão encaminhados para a superintendência da Polícia Federal em Campo Grande. Os presos e conduzidos serão ouvidos nas cidades onde forem localizados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions