A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/02/2010 14:23

PM reduz roubos e furtos, mas não mortes no Carnaval

Redação

A Operação de Carnaval da Polícia Militar conseguiu reduzir o número de furtos e roubos no feriadão, mas não alterou as estatísticas de homicídios em Mato Grosso do Sul. O balanço foi divulgado hoje pelo comandante geral da corporação, coronel Carlos Alberto David dos Santos.

Durante os cincos dias, empregando todo o efetivo, a PM abordou 8,5 mil pessoas no interior e na Capital. Foram fiscalizados 8.006 veículos. A fiscalização resultou na prisão de 186 pessoas e na localização de 33 foragidos, sendo 18 na Capital. Em relação ao ano passado, o número de atuações em flagrante aumentou 80%.

O único ponto negativo, admitiu o comandante, foi a ocorrência de cinco mortes durante o reinado do Momo, mesmo número registrado no ano passado. "Atribuímos a fatores de difícil prevenção, como acerto de contas entre traficantes e brigas em bares, motivadas pelo alto consumo de bebida alcoólica", justificou-se Santos.

Em comparação com o ano de 2009, houve aumento de 122% em atividades preventivas pela PM, passando de 40 para 89 atividades nesta modalidade. De acordo com a corporação, isso ajuda a explicar a redução em 31% do número de roubos às pessoas em via pública, 33% de roubos aos postos de combustível e 20,7% de furtos de veículos.

Foram ainda recuperados 22 veículos na capital e 6 no interior no Estado, sendo 47% superior ao mesmo período do ano passado.

A PM também realizou trabalho para evitar que pessoas armadas entrassem nos locais de festa e cometessem crimes enquanto a população aproveitava o feriado. Ao todo foram apreendidas e retiradas de circulação 16 armas de fogo sendo duas na Capital e 14 no interior. Outras 20 armas brancas foram apreendidas.

O combate ao tráfico de drogas foi uma das prioridades da operação de carnaval da PM. Nos cinco dias de atividades, os policiais apreenderam maconha, cocaína, pasta base e haxixe. Destaque para a operação envolvendo a PM-2 (serviço reservado) e o Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações) que apreendeu 135 kg de maconha na Capital no último dia 15.

Aplicativo enviará à CGU denúncias de agressão e discriminação a pessoas LGBTI+
O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União recebe, a partir de hoje (18), denúncias feitas pelo aplicativo TODXS, relativas à discr...
TSE: regras eleitorais deixam dúvidas sobre fake news e autofinanciamento
O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (18), por unanimidade, as 10 resoluções que irão regular as eleições de 2018, mas ainda ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions