A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 21 de Abril de 2018

15/10/2017 14:42

PMA apreende 66 quilos de pescado ilegal e aplica multas de R$ 5,22 mil

Osvaldo Júnior
PMA durante fiscalização em rio de MS (Foto: Divulgação/PMA)PMA durante fiscalização em rio de MS (Foto: Divulgação/PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) aprendeu 66 quilos de pescado em fiscalizações realizadas desde ontem (dia 14) nos rios Miranda, Apa e Dourados, no interior de Mato Grosso do Sul. Os infratores foram multados no total em R$ 5,22 mil.

As ações fazem parte de operações realizadas pela PMA, Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar ) e Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul).

Em uma das ações, no rio Miranda, em Bonito, a PMA apreendeu 46 kg de pescado transportados ilegalmente. Conforme a polícia, os peixes, das espécies curimbatá, ximboré e pacu-peva, eram transportados em uma caminhonete por dois pescadores amadores, de Campo Grande.

“Os pescadores não tinham efetuado a vistoria e o lacre obrigatório para o transporte, bem como não possuíam licença de pesca”, informou a PMA. O pescado foi apreendido e os infratores foram autuados administrativamente por transporte de pescado sem a GCP (Guia de Controle de Pescado) e sem licença. Eles foram multados em R$ 1.160 cada um.

Abaixo da medida – Na MS-345, no município de Anastácio, um pescador, residente em Piraju (SP), foi detido por capturar peixes abaixo da medida. No total, havia 15 quilos de pescado, transportadores em um Jeep. A pesca foi também no rio Miranda. Os peixes e os veículos foram apreendidos.

O pescador foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Anastácio, onde ele foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. Se condenado poderá pegar pena de um a três anos de detenção. Além disso, recebeu multa de R$ 1,5 mil.

Rio Apa – Ontem e hoje, a PMA localizou e retirou do rio Apa, seis redes de pesca, uma tarrafa, nove espinhéis, medindo 700 metros, com 110 anzóis ao todo, além de 144 anzóis de galho, que estavam armados no curso d'água.
De acordo com a a polícia, os proprietários dos materiais não foram localizados. Também foram soltos 5 kg de pescado que estavam vivos presos aos apetrechos.

Covo apreendido com pescadores em fiscalização no rio Dourados (Foto: Divulgação/PMACovo apreendido com pescadores em fiscalização no rio Dourados (Foto: Divulgação/PMA

Covo – Outros dois pescadores, de 31 e 46 anos, foram presos pela PMA durante fiscalização no rio Dourados por usarem “covo”, petrecho proibido.

“Os pescadores receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Dourados, onde eles foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saíram depois de pagar fiança”, informou a PMA.

Eles foram autuados e cada um recebeu multa de R$ 700.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions