A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Junho de 2018

08/09/2008 15:28

Polícia descarta surra e diz que bebê morreu asfixiado

Redação

O delegado Elton Campos Galindo, da DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), afastou qualquer possibilidade de maus tratos como causa da morte de um bebê de 49 dias, no domingo, no bairro Guanandi.

Segundo laudo do IML (Instituto Médico Legal), a criança foi asfixiada pelo leite materno. A menina Tamíris teria mamado e ao ser colocada no berço acabou se afogando e não foi socorrida a tempo.

Chegou a ser levantada suspeita de espancamento, o que foi completamente descartado pela Polícia Civil.

Mesmo assim, a investigação segue, para verificar as circunstâncias da morte.

Em depoimento, os pais Márcia da Silva, de 29 anos, e Djalma Ferreira, contaram que têm outros quatro filhos e que tinham saído de casa e deixado a menina sob os cuidados de um deles.

Quando retornaram, a criança já estaria roxa e foi levada ao Posto de Saúde. Médicos tentaram reanimar a menina, que não resistiu.

 

IFMS divulga resultado da seleção de jovens e adultos para os cursos técnicos
O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) publicou nesta sexta-feira, 22, o resultado preliminar do processo seletivo para ingresso em cursos ...
SUS incorpora novos tratamentos para doenças raras
A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias aprovou novas opções de cuidado para quem sofre de doenças raras no Brasil. Os tratamentos, de aco...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions