A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018

08/09/2008 15:28

Polícia descarta surra e diz que bebê morreu asfixiado

Redação

O delegado Elton Campos Galindo, da DEPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), afastou qualquer possibilidade de maus tratos como causa da morte de um bebê de 49 dias, no domingo, no bairro Guanandi.

Segundo laudo do IML (Instituto Médico Legal), a criança foi asfixiada pelo leite materno. A menina Tamíris teria mamado e ao ser colocada no berço acabou se afogando e não foi socorrida a tempo.

Chegou a ser levantada suspeita de espancamento, o que foi completamente descartado pela Polícia Civil.

Mesmo assim, a investigação segue, para verificar as circunstâncias da morte.

Em depoimento, os pais Márcia da Silva, de 29 anos, e Djalma Ferreira, contaram que têm outros quatro filhos e que tinham saído de casa e deixado a menina sob os cuidados de um deles.

Quando retornaram, a criança já estaria roxa e foi levada ao Posto de Saúde. Médicos tentaram reanimar a menina, que não resistiu.

 

Em audiência, ANS discute nova proposta de reajuste de planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) propôs hoje (13), em audiência pública, uma nova metodologia para o cálculo do reajuste anual dos plano...
Mega-Sena pode pagar até R$ 33 milhões no sorteio desta quarta-feira
Amanhã (14) o sorteio da Mega-Sena pode pagar até R$ 33 milhões para quem acertar as seis dezenas do prêmio principal. A rodada chegou esse valor dep...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions