A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

06/01/2015 21:23

Polícia esclarece relação entre as mortes de casal e jovem em lavoura de soja

Vania Galceran

Polícia esclarece, no início da noite desta terça-feira (06), a relação entre as mortes do casal, Vilma Santana Toldato, 33 anos, e Marco Antônio Landrin, 39 anos, e da adolescente Lorena dos Santos, de 14 anos, todos encontrados mortos em locais próximos em uma lavoura de soja no município de Itaporã, a 212 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a polícia, a adolescente, que era namorada de um traficante conhecido pelo apelido de ‘Pepe’, teria ajudado uma quadrilha a roubar o carro do casal.

Segundo o delegado Ricardo Meireles Bernardinelli a adolescente teria falado a amigos que tinha participado do primeiro crime e deu nomes de alguns integrantes da quadrilha. Esse fato, revoltou o bando e a adolescente acabou sendo morta, como queima de arquivo.

Mais comum do que se espera, a adolescente era , segundo o delegado, usada como isca pelos ladrões para roubar os carros. Ela também foi encontrada perfurada com golpes de facas, assim como o casal, o local das mortes também era muito semelhante.

A polícia disse ainda que essa linha de investigação surgiu depois de ser feita um rastreamento com criminosos com esse perfil, além do relato de testemunhas que teriam escutado as histórias contadas por Lorena. “Como tudo está batendo, agora vamos atrás dos integrantes da quadrilha”, diz Bernardinelli.

A polícia já identificou seis integrantes da quadrilha, todos estão foragidos.

O casoO casal estava desaparecido desde o dia 14 de dezembro, mas só foi localizado no dia 20 por parentes que realizaram buscas. O corpo deles estava a uma distância de 10 metros um do outro.

O casal, que morava em Maracajú, estava em uma festa, na casa de parentes, na cidade de Dourados. Depois de sair da festa eles não foram mais vistos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions