A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/06/2008 16:54

Polícia pede prisão preventiva de dono de funerária

Redação

A Polícia Civil já pediu a prisão preventiva de João Alberto Fontana, dono da única funerária de São Gabriel do Oeste, a 149 quilômetros de Campo Grande, que na noite desta segunda-feira matou a tiros o administrador do cemitério da cidade, Marcelo Martins Biano, de 37 anos.

Agora depende da Justiça decretar ou não a prisão do empresário, que já não estaria mais na cidade, assim como o vereador Renato Mafissoni que também seria um dos alvos de Fontana.

Outro que o empresário pretendia matar é Dirceu Guedin, secretário de obras do município. O secretário foi quem indicou Marcelo para administrar o cemitério da cidade.

Depois de matar Biano, Fontana foi atrás do vereador em um bar e não o encontrou. Em seguida foi para a casa do secretário, que também não estava lá.

Fontana estava com um cinto de munições, o que demonstra que a intenção dele era realmente matar os três.

A Polícia Civil já ouviu todas as testemunhas, com exceção do vereador, que não foi encontrado. O filho de Biano, de seis anos, que testemunhou a morte do pai, também foi ouvido.

O vereador propôs um projeto de Lei para aumentar o número de funerárias na cidade e isso irritou o empresário.

Governo altera datas de teste físico de concurso da Polícia Civil
Foram alteradas as datas para realização da avaliação de aptidão física dos candidatos que continuam a participar do conurso público para escrivão e ...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions