A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

20/11/2012 10:59

Por reajuste, terceirizados da Enersul suspendem leitura e manutenção

Paula Maciulevicius
Funcionários param hoje e anunciam greve para segunda-feira, por tempo indeterminado. (Foto: Simão Nogueira)Funcionários param hoje e anunciam greve para segunda-feira, por tempo indeterminado. (Foto: Simão Nogueira)

Os funcionários da empresa Engelmig, que presta serviços para a Enersul cruzaram os braços nesta terça-feira e já anunciam greve a partir de segunda se não houver negociação. Desde as 7h da manhã, leituristas e eletricistas estão em frente à empresa em protesto a contra a proposta de reajuste apresentada.

A categoria pede que o salário seja equivalente ao piso, de no mínimo, R$ 1.350. A empresa propôs reajuste de 4% em cima de R$ 622, o que foi considerado irrisório, pelos trabalhadores.

“Estamos brigando pelo piso já tem alguns anos. A contraproposta deles foi apresentada ontem à noite, hoje cedo nos reunimos e ela foi reprovada pelos trabalhadores”, relatou o secretário geral do Sindicato, Natanael Cavalheiro.

A briga pelo reajuste salarial afeta todo o Estado. Em Campo Grande, são 350 funcionários entre leituristas e eletricistas parados.

A categoria em Dourados, que corresponde a 130 trabalhadores, deve paralisar logo mais, ao meio-dia. Em todo o Estado, os terceirizados que prestam serviço para a concessionária de energia passam de 500.

O sindicato espera até segunda-feira para negociação, caso contrário, iniciam a greve. “Se até lá não melhorar a proposta, vamos entrar em greve por tempo indeterminado”, reforça Natanael.

Com a paralisação desta terça-feira, logo pela manhã, a empresa já tinha oferecido 5% de reajuste. O que também foi negado pela categoria. A luta pelo salário base é antiga, dizem os funcionários.

“É irrisório este aumento. São R$ 26 muito abaixo da expectativa. O salário já está muito defasado”, comentou o leiturista Márcio Silva, 33 anos.

Leiturista Marcelo Oliveira reivindica a equiparação salarial com o recebido pelos funcionários da Enersul. (Foto: Simão Nogueira)Leiturista Marcelo Oliveira reivindica a equiparação salarial com o recebido pelos funcionários da Enersul. (Foto: Simão Nogueira)

Para quem trabalha na área há mais de 15 anos, como o leiturista Marcelo Oliveira, 31 anos, agora não tem como voltar atrás.

“Estamos reivindicando equiparação com o salário dos funcionários da Enersul. Somos contratados como terceirizados, mas tratados como quinterizados. Só o ticket deles é R$ 700, é uma diferença muito grande. E a gente leva o nome da Enersul, o consumidor abre a porta para a gente, vendo a Enersul. Não temos plano de carreira. Isso é um desabafo”, finaliza.

A cidade de Corumbá também vai paralisar durante a tarde. Com a adesão do município, serão três das principais cidades que interrompem o serviço de manutenção e leitura de relógio de luz.

Câmara Federal regulamenta carreira dos agentes comunitários de saúde
Com a presença de agentes comunitários nas galerias da Câmara, os deputados federais concluíram hoje (12) a votação do projeto de lei que regulamenta...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de todo o país
Farmácias e drogarias de todo o país vão poder oferecer o serviço de vacinação a clientes. A possibilidade foi garantida em resolução aprovada hoje (...


isso é uma vergonha
 
cleia dos santos lima em 20/11/2012 13:43:32
Chega !!!!!!!! Trabalhamos igual ao pessoal da Enersul e recebe muito menos, já ta na hora de alguem tomar alguma providencia, nos somos todos especializados com cursos profinalizantes, dai vem estas empreiteiras so para ganhar dinheiro.

 
Marcio Novaes de Almeida em 20/11/2012 12:52:10
Nao e só Ernesul que trata mal os seus tercerizado.Todas trata mal,vou dar varios exemplos:
aguas guarirobas,petrobras,tbg,oi.claro,enfim todas as empresas só terceriza empregados
é para poder explorar o mesmo.ja ta na hora do governo intervir nesta vergonha
 
alonso flores jose em 20/11/2012 11:58:13
Aí quando resolverem fazer a leitura novamente, virá o acúmulo na fatura, como aconteceu comigo.
Aguenta!!!
Valorize seus funcionários Enersul!!!!!!!!
 
Márcio Patrocinio em 20/11/2012 11:57:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions