A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

16/09/2010 13:24

Prefeito de Paranaíba notifica ETH por desistir de usina

Redação

O prefeito de Paranaíba, José Garcia de Freitas (PDT), deu um prazo de 15 dias para que a ETH Bioenergia defina o que fará no terreno doado prefeitura para a construção de uma usina de açúcar e etanol. De acordo com a rádio Liberdade FM, caso a não inicie nenhum projeto no local, terá de devolver imediatamente a área cedida, que possui 35 hectares.

A notificação foi expedida no último dia 10 de setembro e encaminhada para o escritório da empresa em São Paulo. Segundo reportagem da rádio Liberdade, o prefeito José de Freitas tomou a decisão por não receber da empresa nenhum tipo de manifestação sobre prazo para implantação da usina.

Porém, em nota divulgada na última sexta-feira (10 de setembro), a ETH Bioenergia deixou claro que já havia informado os poderes legislativo e executivo de que não existem planos de curto prazo para a instalação de uma usina no município. A base de Paranaíba, segundo a empresa, seria utilizada apenas para o abastecimento da usina Rio Claro, no município de Caçú, em Goiás.

Ainda segundo a reportagem da Rádio Liberdade, a ETH Bioenergia iniciou no mês passado o processo de devolução de terras arrendadas para o plantio de cana. Ao todo são 12 mil hectares que seriam usados para o cultivo, dos quais 4 mil hectares já foram devolvidos. A ação teria deixado produtores que abandonaram a pecuária no prejuízo, pressionando uma atitude da prefeitura.

Novos projetos - Com a desistência da ETH Bioenergia, a prefeitura espera encontrar novos interessados em investir em Paranaíba. O município possui cerca de 550 mil hectares de terras e nenhuma usina implantada. Desse total, existem 10 mil hectares plantados e outros 10 mil já arrendados para a plantação.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions