A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

09/08/2010 09:56

Prefeitura inaugura postos, mas não há novos médicos

Redação

A prefeitura de Campo Grande começou hoje a colocar algumas unidades básicas de saúde da família em funcionamento, mas ainda encontra dificuldade em contratar médicos.

No Vida Nova III, a nova unidade foi entregue há seis meses, mas só hoje entrou em funcionamento. Em fevereiro, a previsão é que os atendimentos iniciassem em um mês, prazo dado pela prefeitura para convocar funcionários por meio de concurso.

Com custo de R$ 1,2 milhão, a unidade possui cinco consultórios, sala de curativo, sala de odontologia, sala de vacina, sala de inalação, sala de farmácia e sala de reunião.

A unidade terá uma equipe exclusiva voltada para a saúde indígena, informou nesta manhã o secretário municipal de Saúde, Leandro Mazina, durante a inauguração da obra de reforma e ampliação da Unidade Básica de Saúde do Jockey Clube.

Foram construídos mais consultórios médicos, sala de espera, copa, cozinha e banheiro para funcionários, adequando a acessibilidade para portadores de necessidades especiais. Também houve reforma na recepção, adequação da central de esterilização, pintura geral, construção de muro e estacionamento para carros e bicicletas.

Segundo o prefeito Nelsinho Trad (PMDB), entra amanhã em funcionamento a Unidade Básica de Saúde da Vila Popular, que passou por obras de reforma e ampliação.

Para as unidades do Vida Nova II, Vila Popular e do Jockey, a prefeitura conseguiu contratar médicos de saúde da família. Segundo Leandro Mazina, foram chamados 12 profissionais por meio de concurso, recentemente. Mesmo assim, ainda faltam médicos.

Ainda não há médicos para atuar na unidade do Nova Lima, que já está pronta, mas só entrará em funcionamento quando estes profissionais forem contratados.

Pelas contas do secretário de Saúde, isso só deve ocorrer em 60 dias.

"Não tem mais médicos de saúde da família para chamar, vamos ter que encontrar outro mecanismo para suprir isso", admitiu o secretário de Saúde.

Médicos também terão de ser chamados para atender na Unidade Básica de Saúde da Família do bairro José Tavares do Couto, que será entregue até dezembro. A obra está sendo feita em parceria com a Anhanguera.

Mais contratações

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions