A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

13/04/2011 12:03

Grupo traça metas para acessibilidade em cidades-sede da Copa de 2014

Fabiano Arruda

Próxima audiência ocorre em Recife no dia 19

O sistema Confea/Crea realiza em Recife (PE), na próxima terça-feira (19), reunião do grupo que traça estudos de mobilidade e acessibilidade urbana nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. Os primeiros encontros foram realizados em Brasília (DF) e Salvador (BA). As audiências servem para traçar um mapa de obras para os trabalhos nas 12 cidades.

O presidente do Crea/MS (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura de Mato Grosso do Sul),o engenheiro Jary Castro, integra o Grupo de Trabalho da Copa e coordena os trabalhos sobre acessibilidade e mobilidade urbana do Colégio de Presidentes do Sistema Confea/Crea.

Para Jary, a acessibilidade é um dos principais desafios, pois apresenta deficiências em todo País. Segundo ele, a norma que regulamenta o tema no Brasil, a NBR 9050, é mais completa que a cartilha europeia sugerida pela Fifa.

Como exemplo, cita que o espaço reservado à cadeiras de rodas na 9050 é mais favorável que a cartilha indicada pela Fifa. E seguir as instruções da norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) é fundamental para o presidente do Crea/MS.

“O assunto acessibilidade para pessoa com deficiência, obesos, idosos, chama muita atenção, bem como a questão do acesso aos estádios, das questões estruturais nas cidades-sede e de como elas vão atender a demanda, sobretudo, no transporte público”, enumera Jary, admitindo que os aeroportos, por exemplo, necessitam passar por adequações.

Ele também destaca que, ainda este ano, pelo menos 70% das obras para a Copa têm de estarem iniciadas. Por conta disso, complementa, “será preciso acompanhar e adequar, caso necessário, o cronograma de obras em todas as cidades”.

“É necessário que as sedes tenham engenheiros e arquitetos acompanhando os trabalhos para analisar caso a caso, item por item, pois os trabalhos são muito complexos”, ressalta.

O presidente do Crea acredita ainda que o turismo de Mato Grosso do Sul vai ser beneficiado com o Mundial, mesmo sem Campo Grande como sede. Ele considera que cidades como Corumbá e Bonito devem atrair número significativo de turistas.

O Grupo de Trabalho ainda se reúne em Cuiabá (26/04), Natal (03/05), Curitiba (10/05), Manaus (12/05), Fortaleza (24/05), Porto Alegre (31/05), Rio de Janeiro (07/06) e São Paulo (21/06). As reuniões contam com a participação de integrantes da Fifa, Ministério dos Esportes e Creas de todo País.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions