A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

16/01/2017 18:53

Presidente eleito da Assomasul prevê 1º semestre difícil aos prefeitos de MS

Alberto Dias
Ao centro (de azul), o presidente eleito da Assomasul para o biênio 2017-2018. (Foto: Alcides Neto) Ao centro (de azul), o presidente eleito da Assomasul para o biênio 2017-2018. (Foto: Alcides Neto)

Ao ser eleito oficialmente presidente da Assomasul para o biênio 2017-2018, o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB), demonstrou preocupação já no primeiro discurso, no fim da tarde desta segunda-feira (16), na sede da entidade. "Vocês prefeitos estão cansados de ouvir que é preciso enxugar a máquina administrativa e cortar gastos, mas sabemos também que os municípios precisam de receita", ponderou o tucano.

Do seu lado, a governadora em exercício Rose Modesto (PSDB) lembrou que "o Estado só prospera quando os municípios prosperam". Já o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (PMDB), apontou que a execução de "toda política pública começa nos municípios e cabe aos prefeitos", exaltando o papel do gestor - que precisa "administrar os recusos, que sempre são poucos".

Na mesma linha, o senador Pedro Chaves dos Santos (PSC) se disse um "municipalista", colocando os prefeitos em papeis de protagonismo no desenvolvimento do país. Segundo ele, a crise que assola o País exigirá doravante esforço dos novos gestores, principalmente no primeiro semestre desde ano. "O problema do Brasil não é só recursos, é gestão", disse, lembrando que a PEC 55 que limita os gastos públicos envolve diretamente os municípios, pois a economia de um governo começa nas suas cidades.

Para o novo presidente Caravina, eleito com 73 votos favoráveis e um negativo, o fato de ser chapa única "só aumenta a responsabilidade", já que a grande maioria depositou sua confiança na entidade. Entre as metas para sua gestão, destacou a busca por melhorias na Central de Projetos, o que, segundo ele, é de suma importância para os municípios nanicos, com mão-de-obra pouco experiente na elaboração de projetos. "Essa é a ferramenta para que apresentem bons projetos na busca por recursos", disse.

Confira a diretoria eleita - Chapa Assomasul Unida


Presidente: Pedro Arlei Caravina (PSDB) – Bataguassu

1º Vice-presidente: Rogério Rodrigues Rosalim (PSDB) – Figueirão
2º Vice-presidente: Manoel dos Santos Viais (PR) – Caracol
Secretário geral: Jeferson Luiz Tomazoni (PMDB) – São Gabriel do Oeste
2º Secretário: Délia Godoy Razuk (PR) – Dourados
3º Secretário: Marcelo de Araújo Ascoli (PSL) – Sidrolândia
Tesoureiro Geral: Eraldo Jorge Leite (PSB) – Jateí
2º Tesoureiro: Alexandrino Arévalo Garcia (PR) – Aral Moreira

Diretoria Auxiliar
Diretor de Rel. Públicas: Marlene de Matos Bossay (PMDB) – Miranda
Dir. de Ass. Municipalista: Aluízio Cometki São José (PSB) – Coxim
Diretor de Patrimônio: Edvaldo Alves Queiroz (PDT) – Água Clara
Diretor de Saúde? Edinaldo Luiz de Melo Bandeira (PSDB) – Amambai
Diretor de Cultura: Jean Sérgio Clavisso Fogaça (PEN) – Douradina
Diretor Esportivo: Roberto Tavares Almeida (PSDB) – Taquarussu

Conselho Fiscal

Álvaro Nackle Urt (DEM) – Bandeirantes
Mário Alberto Kruger (PSC) – Rio Verde de Mato Grosso
Marceleide Hartemam Pereira Marques (PMDB) – Antônio João

Suplentes

Patrícia Denerusson Nelli Margatto Nunes (PSDB) – Igautemi
José Fernando Barbosa dos Santos (PSB) – Selvíria
Cleidimar da Silva Camargo (PSDB) – Rio Negro



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions