A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

11/04/2008 11:10

Presos 2 que mataram vítima, queimaram e amputaram dedos

Redação

A DEH (Delegacia Especializada de Homicídios) de Campo Grande divulgou nesta terça-feira a prisão de dois homens acusados de matar um jovem, incendiar o corpo e ainda amputar os dedos, numa tentativa de dificultar a identificação. A vítima, Leandro Cândido Sobrinho, 31 anos, havia sido encontrada em um terreno no loteamento Nova Jerusalém, na madrugada do dia primeiro de março deste ano, ainda em chamas. Ele levou 3 tiros.

Foram presos como autores do crime Mauro Sérgio de Oliveira, 32 anos, e Tiago Benites Gomes, 21 anos. Mauro foi preso em Nioaque, em um assentamento rural, por policiais civis da cidade, que deram apoio à ação. Tiago foi preso em Campo Grande e, segundo a informação da delegacia, estava de malas prontas para deixar a cidade.

A polícia fez um caminho longo até descobrir quem foram os autores do crime. Cruzou informações de uma denúncia de desaparecimento de Leandro, que a família dele havia feito no dia 8 de março, e também usou como principal pista o carro da vítima, um Corsa, no qual ela foi assassinada.

As investigações levaram até o comprador do veículo, que foi roubado. No carro, foram encontradas manchas de sangue e um exame de DNA comparou o material com o da mãe de Leandro, confirmando as suspeitas. A identificação dos autores do assassinato foi possível graças a uma testemunha que viu o rapaz deixar o bar onde estava, na rua Cândido Mariano, junto com os dois acusados.

Motivações - Presos, eles admitiram o crime, conforme informou o delegado Weber Luciano de Medeiros, da DEH. Conforme o delegado, a apuração feita indica duas hipóteses de motivação para o homicídio: uma seria passional, em razão das suspeitas de que Mauro Sérgio, com quem Leandro divida uma casa, estivesse tendo um relacionamento com a companheira dele. A outra é de que a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) teria ordenado o assassinato, em razão de uma dívida que Leandro teria com Mauro Sérgio, de R$ 10 mil.

Os dois acusados tem passagens policiais. Mauro Sérgio já cumpriu pena por tráfico. A vítima não tinha passagens. O delegado Weber Luciano informou que os acusados foram indiciados pelo crime de latrocínio, roubo seguido de morte, cuja pena prevista é entre 20 e 30 anos.

Termina na 4ª feira prazo para adotar cartinha e ajudar Papai Noel dos Correios
Termina na próxima quarta-feira (dia 13) o prazo para quem quiser adotar uma cartinha do projeto Papai Noel dos Correios. Os interessados devem compa...
Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions