A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

07/07/2009 22:09

Prisão de quadrilha pode esclarecer morte por gangue

Redação

Dois jovens flagrados esta tarde pela PM (Polícia Militar) podem esclarecer a morte de Igor Damiano, 16 anos, e colocar um fim à angústia da família, que sofre ameaças desde o assassinato do garoto, ocorrido na madrugada de 24 de maio, na Rua Francisco Chaves, Bairro Los Angeles, em Campo Grande.

Desentendimento entre membros de uma gangue que atuava na região, uma das mais perigosas da cidade, pode ter motivado o crime.

Igor era testemunha de um assassinato no bairro e isto pode ter levado o garoto à morte. As investigações feitas pela Polícia Civil indicam que menino chegou a integrar a gangue.

No entanto, ele teria quebrado um pacto com os integrantes do grupo, fato que serviu como estopim para os desentendimentos. O assassinato do adolescente era investigado pelo 5º DP (Distrito Policial), a mesma delegacia que apurava a morte da qual o menino era testemunha.

Com a morte de Igor, a Polícia passou a enfrentar dificuldades para conseguir apurar detalhes do caso. Um adolescente chegou a assumir o crime, porém, a Polícia não acreditou na versão do suposto autor porque apresentava várias divergências.

A hipótese é que o menor tenha confessado o assassinato de Damiano para conquistar status dentro da gangue e ser reconhecido pelo ato.

Depois da morte de Damiano, famialiares passaram a receber ameaças. Entretanto, tiveram receio de denunciar o fato até à Polícia. Somente uma pessoa revelou detalhes do caso.

Já a mãe, que não comenta as ameaças, diz que o filho estava em um bar, onde tomava refrigerantes, quando chegaram dois colegas e convidaram para sair dali. Damiano saiu, foi visto por uma pessoa com os dois rapazes em uma rua não pavimentada e, depois disso, foi encontrado morto.

As investigações apontam André Miskel de Carvalho, 29 anos, o Rucão, como mandante do crime. Ele contou com a ajuda de dois rapazes, entre eles, um sobrinho menor de idade.

Um adolescente de 15 anos, flagrado hoje à tarde em operação da PM, confessa ter matado Igor. O caso será investigado pelo 5º DP.

O garoto foi apreendido nesta tarde, durante a prisão de uma quadrilha que confessou ter invadido uma residência e feito uma família refém, no dia 1º deste mês.

A quadrilha confessou também o assalto a um veículo kombi carregado com produtos de mercearia, em Dourados. Os produtos roubados eram comercializados na residência em que o bando foi preso, no bairro Zé Pereira.

Dois empregadores do MS estão em 'lista suja do trabalho escravo'
Dois empregadores de Mato Grosso do Sul constam na lista de empregadores que foram atuados por manterem funcionários em condições consideradas análog...
Continua aberto agendamento online para Semana da Conciliação do TJMS
O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) continua com agendamento online aberto para a Semana da Conciliação 2017, que será realizada de 2...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions