A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

24/05/2018 17:50

Programa de incentivo fiscal no estado incrementa ICMS em R$ 54,9 milhões

Foram 471 empresas de 61 cidades que fizera, adesão ao Fapefe. Em 14 anos, medida deve impulsionar criação de 12,7 mil empregos.

Anahi Gurgel
Governador Reinaldo, compõe a mesa durante apresentação de resultados do Fapefe, nesta tarde. (Foto: Anahi Gurgel)Governador Reinaldo, compõe a mesa durante apresentação de resultados do Fapefe, nesta tarde. (Foto: Anahi Gurgel)

Nos primeiros quatro meses, o Fadefe (Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico e Equilíbrio Fiscal do Estado) gerou incremento de R$ 53,9 milhões na arrecadação com ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em Mato Grosso do Sul. A medida, que prevê incentivos para acabar com a guerra fiscal e buscar equilíbrio econômico no setor, conta com adesão de 471 empresas de 61 municípios do estado.

O balanço foi apresentado na tarde desta quinta-feira (24), na sede da Fiems (Federação das Indústria de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. O total de adesões equivale a 74,7% dos empreendimentos com benefícios fiscais.

"Resultado é fantástico, pois temos a legislação mais moderna do país. O programa trouxe segurança jurídica, deu previsibilidade ao setor industrial e estabilidade ao governo para poder legislar sobre uma nova norma federal e dar uma equação definitiva ao segmento com geração de novos empregos", afirmou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

A estimativa é gerar 12,7 mil novas vagas de emprego, de 2018 a 2032, com expectativa de aglutinar investimentos fixos, por parte das empresas, de R$ 6,7 bilhões, nesse mesmo período.

Sergio Longen, presidente da Fiems, durante entrevista nesta tarde (24). (Foto: Anahi Gurgel)Sergio Longen, presidente da Fiems, durante entrevista nesta tarde (24). (Foto: Anahi Gurgel)

De acordo com o balaço, o incremento na arrecadação de ICMS pode atingir R$ 500 milhões em três anos.

O Fadefe é resultado do trabalho conjunto entre Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Fiems, Fecomércio (Federação do Comércio de MS) e Sebrae.

Durante o evento, houve assinatura de 58 novos empreendimentos que vão gerar vai de 1,5 mil novos empregos.

O presidente da Fiems, SergioLongen, anunicou que haverá assinatura de termos de acordo com mais 38 empresas, com investimentos que supram R$1,3 bilhão, que irão gerar aproximadamente 4,6 mil empregos. 

MEC quer programa para ocupar vagas ociosas em universidades públicas
O Ministério da Educação (MEC) estuda criar ainda este ano uma nova modalidade do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), chamada Sisu Transferência, vo...
Mega-Sena acumula de novo e prêmio para sábado vale R$ 22 milhões
O segundo sorteio da Mega-Sena, desta semana que terão três, mais uma vez, voltou acumular, devido a falta de acertadores no prêmio principal. O sort...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions