A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/07/2013 08:08

Protesto de médicos suspende atendimento na rede pública e privada

Jéssica Benitez
No último dia 23 médicos fizeram primeira paralisação (Foto: Marcos Ermínio)No último dia 23 médicos fizeram primeira paralisação (Foto: Marcos Ermínio)

Médicos da rede pública e privada de saúde paralisam o atendimento em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira, somente casos de urgência e emergência não serão afetados. Conforme o Sinmed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), a paralisação é parcial e não é possível estimar quantos profissionais estarão de braços cruzados porque apenas uma solicitação de paralisação foi enviada aos profissionais, ou seja, para o serviço quem quiser.

“Não estamos obrigando ninguém a paralisar o trabalho, mas todos os médicos estão sabendo da manifestação”, explicou o presidente do sindicato, Marco Antônio Leite. Os motivos que levam a classe a protestar são os mesmos reivindicados no último dia 23 durante passeata no centro da Capital: itens do programa lançado pelo Governo Federal “Mais Médicos”.

Entre eles estão o incentivo à vinda de médicos estrangeiros sem exame de revalidação de diploma, os vetos de importantes itens do ato médico e o programa Mais Médicos, que visa aumentar em mais dois anos o curso de medicina. No primeiro manifesto cerca de 400 médicos participaram de passeata.

Hoje a forma de reivindicar em Campo Grande será um pouco diferente. Segundo Marco Antônio, os profissionais ficarão das 9h às 16h na Praça Ary Coelho dando orientações às pessoas que passarem pelo local durante este período.

“Já está confirmada a presença de ginecologista, infectologista e cardiologista para orientar à população”, explicou. Além disso, a manifestação também tem cunho social já que os médicos solicitam que cada pessoa que passar pela praça leve um agasalho ou um quilo de alimento não perecível para doação. 

Decepção com condições dadas pela União justificam baixa adesão ao Mais Médicos
O Conselho Federal de Medicina (CFM) justificou hoje (29) a baixa adesão de brasileiros ao Programa Mais Médicos à decepção com as condições oferecid...
Estudantes de medicina vão pressionar universidades que aderirem ao Mais Médicos
Em reunião com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Geraldo Ferreira, representantes de alunos de cursos de medicina de 11 estados e do Di...
Lewandowski confirma validade do Programa Mais Médicos
O presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, deu decisão provisória, no início desta noite (26), confir...


concordo plenamente com o senhor Anderson Roque. os médicos fazem juramentos de salvar vidas, e se não tem médico suficiente, que venham os médicos estrangeiros, e façam atendimento nas periferias onde o povo é carente e nem sempre são atendidos, não estou generalizando mas tem médico que dá licença, só por deus.
 
neuza camargo em 31/07/2013 13:37:43
Não sou rico não tenho plano de saúde, porém não concordo com o novo destino que o governo quer dar aos estudantes de medicina, nada que é forçado é bom, não podemos sanar um problema causando outros,o ser humano tem que ser livre e justo. O problema de saúde pública não está na universidade, está nas mãos do governo e como tal deve fazer o melhor para o povo e pelo povo. residência obrigatória no SUS LEMBRA DITADURA e não aceitamos mais ditadura. Viva a liberdade!!!
 
gomes gominho em 31/07/2013 11:11:09
Existe muito cooperativismo na medicina, tudo para manter altos salários e baixa concorrência, o Governo investe altíssimo nos filhos da classe burguesa através de Universidades Públicas para não ter um retorno digno através do serviço público obrigatório. Isso tem que acabar! Médicos Estrangeiros já ou revalida para todos os médicos, inclusive os mais antigos que não se reciclaram.
 
Carlos Magno em 31/07/2013 11:10:41
Existe muito cooperativismo na medicina, tudo para manter altos salários e baixa concorrência, o Governo investe altíssimo nos filhos da classe burguesa através de Universidades Públicas para não ter um retorno digno através do serviço público obrigatório. Isso tem que acabar! Médicos Estrangeiros já ou revalida para todos os médicos, inclusive os mais antigos que não se reciclaram.
 
Carlos Magno em 31/07/2013 11:09:41
Eles estão com medo da prancha cair mais. Mas ontem já começou a mostrar a falsidade dos médicos. O Sindicato deveria ter vergonha de falar mau de quem quer arrumar, ou corrigir erros. A Presidenta já ganhou meu voto novamente.
 
luiz alves em 31/07/2013 11:09:24
Como e bom ler esses comentários de quem tem conhecimento da profundidade de um pires , sobre a saúde publica do Brasil !!!! o povo que gosta se ser enganado !!!
 
MAURICIO DE SOUZA em 31/07/2013 10:53:38
Pelo visto, esse protesto, essa paralisação, não está tendo o apoio popular, é q muitos médicos, não atendem os pacientes qdo precisam e qdo atendem, estão de mal humor e nem olham pro paciente...já vi mãe sair chorando de posto de saúde por falta de médico pediatra e agora? querem o que? vejo q eles (médicos), tem q rever "conceitos" e não acobertarem os malandros q registram seus pontos e não cumprem o seu dever, inclusive, o juramento que prestaram...é, o povo sabe pq sente na pele. Estou sendo a favor da vinda dos estrangeiros até pq, precisa suprir as vagas ocupadas até dos q não trabalham e deveriam...
 
Lúcia Sales em 31/07/2013 10:34:55
sou totalmente a favor sobre esse projeto do governo! certos médicos só querem receber seus salários, pra variar o SBT brasil e o SBT manha exibiram a reportagem de vários Médicos em SP que só batiam o ponto no trabalho e iam embora sem dar satisfação! acham que o povo Brasileiro é PALHAÇO! nós que pagamos os salários deles e a gente é tratado assim com lixo! o protesto dos médicos e as greves deles são sem motivo na minha opinião! eles dizem mentiras em frente das câmeras ou em outras Mídias Dizendo: Um paciente saindo do hospital com saúde é a nossa satisfação! mas pra mim é pura enganação! pensam no dinheiro no que do povo que pagam o salário deles com impostos altíssimos que quase não tem retorno satisfatórios! pouca vergonha desses médicos!!! (tirando os médicos do bem)
 
Willian de Jesus Danguides em 31/07/2013 10:19:53
Pena que esse sindicato, não convoque protestos desse tipo,quando o médico não cumpre o plantão e deixa a população à mercê da sorte nos postos de saúde, nas UPA's,e em outros locais de atendimento às pessoas mais carente;É claro que existe muitos profissionais que se destacam, não pelo profissionalismo, muito mais pelo HUMANISMO,que é um requisito que as faculdades/universidades de medicina não ensinam aos "formandos" da área. Eu sugiro ao sindicato que,em vez de convocar à uma "paralisação", convocasse para um DIA INTEGRALl, de atendimento nas periferias da cidade,Gratuitamente, aí talvez,até a gente aplaudisse o movimento.
 
anderson roque em 31/07/2013 09:51:12
O revalida é uma garantia de conhecimento teórico que, a princípio, deve tranquilizar a população.
O que realmente preocupa àqueles que são atendidos, é a falta de estrutura da saúde pública, de leitos nos hospitais, de equipamentos e medicamentos nos postos e UPAs, de infraestrutura de engenharia nos prédios.
 
Dayse Raphael em 31/07/2013 09:16:08
Sou totalmente a favor do programa federal. Quem utiliza o serviço público sabe muito bem que os médico nem olha para a cara do paciente, principalmente se for em um posto 24 hs. A maioria dos diagnósticos diz que o paciente está com virose, nenhum médico explica na real uma virose. Virose (vírus), beleza, mas e daí? Vem de onde? Como? É muito fácil dizer virose e o paciente continuar por dias agonizando. Quem sabe com esse programa esses profissionais comecem a dar valor maior a população, porque o que vai afetar na realidade é o bolso deles, e se mexer no bolso mexe com o brio. Pronto falei, essa é a minha opinião.
 
Edinalva Garcia em 31/07/2013 09:10:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions