A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

31/05/2017 17:53

Receita Federal faz mutirão para destruir mercadorias apreendidas

O tipo e a qualidade das mercadorias que serão destruídas não foram divulgados pela Receita Federal

Luana Rodrigues
Mercadorias apreendidas pela Receita Federal. (Foto: Divulgação/ Receita Federal)Mercadorias apreendidas pela Receita Federal. (Foto: Divulgação/ Receita Federal)

Toneladas de mercadorias apreendidas pela Receita Federal serão destruídas no próximo dia 6 de junho. O ‘dia de destruição’ ocorrerá de forma simultânea em todo o país. Em Mato Grosso do Sul, a delegacia de Campo Grande foi escolhida para a realização do ato representativo do evento.

A quantidade, qualidade e o tipo de mercadorias que serão destruídas não foram divulgados oficialmente pela Receita Federal. Mas, o Campo Grande News apurou que serão oito carretas de produtos, desde eletrônicos até roupas.

A maneira como as mercadorias serão destruídas também não foi revelada pelo órgão federal. No entanto, a suspeita é de que elas sejam incineradas.

Questionada, a Receita informou que só dará detalhes da destruição no dia do ato representativo, que contará com a presença do subsecretário de gestão corporativa da Receita Federal, Marcelo de Melo Souza e do superintendente na 1ª Região Fiscal da Receita, José Oleskovicz, além do delegado Edson Ishikawa. 

De acordo com a legislação vigente, devem ser destruídos artigos como cigarros e demais derivados do tabaco, simulacros de armas de fogo, produtos falsificados e que ferem os direitos autorais, medicamentos e alimentos impróprios para consumo, entre outros produtos condenados por não atenderem a normas da vigilância sanitária ou defesa agropecuária.

Mutirão - Conforme site da Receita Federal, o objetivo dos mutirões nacionais de destruição é divulgar o importante trabalho que o órgão desempenha.

"Todo o material destruído é oriundo das apreensões realizadas pela Receita Federal, em sua atividade de combate à pirataria e outras práticas ilegais, evitando a circulação em território nacional de produtos potencialmente nocivos à saúde e ao meio ambiente, e inibindo a prática de crimes que geram desemprego, sonegação de impostos e concorrência desleal à indústria e ao comércio regularmente instalado", esclarece a receita.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions