A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/01/2016 17:52

Rede estadual implanta ensino integral com 635 vagas em Campo Grande

Michel Faustino
Escola Estadual no Jardim Tarumã terá 315 vagas no ensino em tempo integral. (Foto: Chico Ribeiro/Divulgação)Escola Estadual no Jardim Tarumã terá 315 vagas no ensino em tempo integral. (Foto: Chico Ribeiro/Divulgação)
Secretaria de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta. (Foto: Jessica Barbosa/GOVMS)Secretaria de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta. (Foto: Jessica Barbosa/GOVMS)

A secretaria estadual de Educação, Maria Cecília Amedola da Motta, anunciou na tarde de hoje (05) durante entrega dos kits escolares que, a partir deste ano, será implantado o sistema de integral em duas escolas de Campo Grande: na Moreninha I e no Tarumã. Ao todo, serão ofertadas 635 vagas para atender estudantes do ensino fundamental ao médio.

Segundo a secretária, atualmente no Estado existem algumas escolas integrais que funcionam por meio do programa do Governo Federal "Mais Educação". No entanto, ao contrário desse formato, as escolas anunciadas agora trabalharão não com atividades extra curriculares, mas com aprofundamento das disciplinas.

"O intuito é estimular os alunos a fazerem pesquisas e despertar um olhar diferente. Queremos algo além do currículo, e trabalhar com uma didática moderna”, comentou.

Conforme a secretária, o sistema de educação integral funcionará de maneira experimental na Escola Estadual Waldemir Barros da Silva onde serão ofertadas 320 vagas para estudantes do 1º e 3º ano do Ensino Médio e na Escola Estadual Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, onde outras 315 vagas serão criadas para atender alunos do 8º e 9º ano do ensino fundamental, além dos estudantes do ensino médio

A coordenadora do grupo de estudos da SED (Secretaria Estadual de Educação), Maria Auxiliadora Kate, responsável pela ampliação do ensino integral, reiterou que a metodologia que faz parte de um estudo iniciado no início do ano passado prevê uso da tecnologia empregada ao ensino, como utilização da plataforma web, por exemplo.

“Esse sistema foi criado com o objetivo de dinamizar o ensino, e esse é o nosso objetivo. Não simplesmente ficarmos focados no uso dos livros didáticos ou outras formas de ensino convencionais. Isso fará com que o aluno amplie sua percepção e seja mais produtivo”, completou.

O horário de funcionamento das escolas será das 7h às 16h30 e, nesse período, devem ser oferecidas três refeições. A estimativa do governo é ampliar o número de escolas atendidas pelo sistema de educação integral no próximo ano.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions