A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/08/2009 17:03

Reforma: Senado deve liberar propaganda paga na internet

Redação

Parecer dos senadores Marco Maciel (DEM-PE) e Eduardo Azeredo (PSDB-MG) vai ampliar as alternativas para os candidatos fazerem campanha eleitoral pela internet em 2010. A reforma eleitoral, a ser aprovada pelo Senado, vai liberar a propaganda paga em sites e provedores pelos políticos que disputarem as eleições.

Além dos sites próprios, os candidatos poderão, por exemplo, comprar espaço virtual para divulgar um banner com sua imagem e seu programa político

"A internet já é utilizada por 30% dos brasileiros então é natural que os candidatos possam explorar o potencial desse veículo de comunicação", disse o senador.

O texto vai ser apresentado na quarta-feira em reunião conjunta da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e da Comissão de Ciência e Tecnologia. Os senadores resolveram apresentar um parecer conjunto para acelerar a tramitação da proposta. Se passar pela comissões, a matéria deve ser submetida na próxima semana ao plenário.

Como os senadores vão modificar o texto, a reforma eleitoral precisará voltar à Câmara. Para as novas regras terem efeito nas eleições do próximo ano, elas precisam ser aprovadas até 30 de setembro.

Além de regulamentar a propaganda na internet, a reforma eleitoral prevê ainda a liberação de doações a candidaturas por cartão de crédito pela internet e por meio de formulário eletrônico. A regra é a mesma para as doações feitas pelos meios tradicionais: podem ser doados até 10% do rendimentos bruto e até 50% dos bens móveis. Com informações da Folhaonline.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions