A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

16/09/2010 11:40

Residentes aceitam reajuste de 22% e encerram greve

Redação

Os médicos-residentes aceitaram reajuste de 22% e encerraram a greve iniciada em 17 de agosto. Os profissionais voltaram ao trabalho na última terça-feira.

Os residentes cobravam reajuste de 38% no valor da bolsa-auxílio, que não tinha aumento desde 2006, além de receber décimo-terceiro salário, adicional por insalubridade, auxílio-moradia e prorrogação da licença-maternidade quatro para seis meses.

De acordo com Daniel Gonçalves de Miranda, representante da categoria na Santa Casa, o reajuste de 22% vai elevar o valor da remuneração de R$ 1,9 mil para R$ 2,5 mil. O reajuste será válido a partir de janeiro de 2011.

"Ainda estamos em negociação sobre as outras exigências. Mas até agora só foi aprovado o aumento da licença-maternidade", explica Daniel Miranda. A paralisação era nacional e a negociação foi com os ministérios da Educação e Saúde.

Na Capital, são 300 médicos-residentes. Os profissionais atuam na Santa Casa, HU (Hospital Universitário) e HR (Hospital Regional) Rosa Pedrossian.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions